ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Padre de Guarapuava é nomeado secretário da Nunciatura Apostólica no Zimbabwe

Padre Felipe Fabiane, que é da diocese de Guarapuava, está em Roma desde 2016. A nomeação dele e outros oito sacerdotes pelo Papa Francisco, ocorreu no dia 1 de julho.

07/07/2021

Clique AQUI para ouvir a entrevista:

No dia 1 de julho, o padre da diocese de Guarapuava, Felipe Fabiane, recebeu uma notícia que considerou muito animadora em sua vida. Na ocasião, o sacerdote, que está em Roma desde 2016, foi nomeado pelo Papa Francisco, Oficial para a Nunciatura Apostólica. Ele irá trabalhar na cidade de Harare, no Zimbabwe (África).

Assim que recebeu a notícia da nomeação, o sacerdote usou as redes sociais para expressar sua alegria. “Caros amigos, compartilho com todos a notícia de que no último 1 de julho, fui nomeado Oficial para a Nunciatura Apostólica em Harare, no Zimbabwe, servindo o Núncio Apostólico como seu secretário. A Nunciatura Apostólica é a Embaixada da Santa Sé, portanto representa o Santo Padre junto da Igreja local e do Governo do País. Uma missão que me assusta pela importância e ainda pela minha ignorância sobre os Países africanos... Conto com as orações de todos e que o bom Deus que sempre me acompanhou até aqui, não deixe de me sustentar com a Sua graça para viver essa experiência”, escreveu padre Felipe.

Em entrevista ao jornalista e diretor da Central Cultura de Comunicação, Jorge Teles dos Passos, padre Felipe falou um pouco mais sobre sua trajetória e sobre a nomeação para o novo cargo.

“Há cinco anos, comecei o percurso de estudos aqui em Roma, tendo sido enviado pelo bispo, Dom Wagner (Dom Antônio Wagner da Silva, bispo emérito da diocese de Guarapuava), na época. Em 2016, eu comecei aqui, a fazer o mestrado em Direito Canônico, em uma das universidades de Roma. No fim do percurso dos três anos de mestrado, recebi uma indicação para vir fazer parte desta comunidade da Pontifícia Academia Eclesiástica. Essa instituição que prepara os futuros representantes diplomáticos da Santa Sé. Aqueles que representam o Santo Padre junto dos governos e das igrejas locais dos Países. Eu fiz este percurso de formação aqui na academia e fiz também os dois anos de doutorado em Direito Canônico. Tendo completado este percurso e tendo defendido a minha tese em Direito, assim, todos nós (que fizemos o curso) recebemos esta nomeação no dia 1 de julho. Cada um para as várias nunciaturas apostólicas no mundo”, contou padre Felipe.

Durante a entrevista, o sacerdote falou sobre sua nova função no País africano e ressaltou que quem vai para outro lugar, precisa de muita humildade para entender a caminhada da Igreja naquele local. “A minha primeira função, certamente, será aquela de conhecer a igreja do lugar, conhecer seu caminho, a sua história, a maneira como vive sua missão, sua evangelização. Quem vai para um lugar desconhecido, mesmo para outro País, vai com esta humildade de conhecer sua história, de uma igreja que já tem sua própria história, sua própria identidade. Como secretário do Núncio Apostólico, certamente auxiliarei nas suas funções, que são várias e muito importantes. Junto da Igreja, o Núncio leva a mensagem do Papa para aquela comunidade. Por outro lado, o Núncio procura sustentar e auxiliar as caminhadas das dioceses”, pontuou o padre.

Ainda não há uma data definida para que o padre da diocese de Guarapuava tome posse em seu novo cargo. “Ainda estamos acertando tudo para partir daqui de Roma. Acredito que isso se dará no início de agosto. Enquanto isso, vou me preparando e rezando muito para quando chegar lá”, finalizou.

Galeria de Fotos

Comentários