ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Mudança de sede do Ceebja atende critério de segurança, esclarece NRE

Atual sede não conta com itens exigidos pelo Corpo de Bombeiros. Local é alugado e deve ser transferido para funcionar em dualidade com o Colégio Antonio Tupy Pinheiro.

30/09/2020

Ouça a entrevista com Edil Spinola, chefe do Núcleo Regional de Guarapuava. 

A mudança de sede do Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos (Ceebja) de Guarapuava está gerando controvérsia. A proposta do Núcleo Regional de Educação (NRE) é transferir a sede da escola do atual prédio – alugado e com problemas de segurança – para o Colégio Antonio Tupy Pinheiro, no bairro Batel. Mas, parte da comunidade escolar se mostrou descontente com a mudança, argumentando que as duas escolas seriam prejudicadas.

A motivação para sair do prédio atual localizado na Rua Saldanha Marinho, é a falta de estrutura, que não conta com itens exigidos pelo Corpo de Bombeiros para liberação de laudos técnicos de segurança. “A orientação é que não podemos mais continuar ali por questões de segurança”, esclareceu Edil Spinola, chefe do Núcleo Regional de Educação. Ouça a entrevista na íntegra.

Sem cumprir obrigações previstas na legislação, o Corpo de Bombeiros não libera o funcionamento do prédio como escola.

Ainda segundo Edil, mesmo com obras que foram realizadas, o espaço continua sem condições adequadas do ponto de vista das exigências do Corpo de Bombeiros. “Tenho conhecimento dos investimentos feitos ali, mas eles foram de adequação para funcionamento da escola, não para atender completamente as exigências do Corpo de Bombeiros”, explicou Edil.

Com a necessidade de mudar de sede, a primeira opção do NRE foi alugar um prédio para abrigar o Ceebja. Mas, segundo a chefe do Núcleo, nenhum imóvel adequado e localizado na área central foi localizado. A dificuldade foi localizar um prédio com estrutura para abrigar o grande número de estudantes e que estivesse na área central, já que o Ceebja atende estudantes de diversos bairros e, na avaliação do gestor, deve estar localizado no Centro.

Por que o Tupy Pinheiro?

A localização e a estrutura da escola Antonio Tupiy Pinheiro foram determinantes para escolha da nova sede do Ceebja. “O Tupy Pinheiro não tem ensino regular a noite, regular só funciona manhã e tarde, e o espaço do Tupy pode receber o Colégio Ceebja com toda a estrutura com ginásio de esportes, laboratórios, salas de aula”, argumentou Edil.

Segundo ela, a escola conta com 11 salas de aula disponíveis no período da noite e quadra de esporte, que não existe na atual sede do Ceebja.

Quem se opõem a mudança argumenta que pode ocorre um prejuízo pedagógico. “Ter muitos alunos, usando o mesmo espaço de laboratórios, bibliotecas, tendo duas secretarias, e a gente sabe que para os alunos do Colégio Tupy o espaço já não dá todo o suporte necessário, colocar mais uma escola ali seria prejudicar as duas escolas”, argumentou Elton Caldas, presidente da App Núcleo Sindical Guarapuava.

A saída mais adequada, na avaliação dele, é a aquisição, construção ou locação de um prédio próprio para o Ceebja.

Prédio do antigo Fórum

Apontado como possível local para abrigar o Ceebja, o prédio que abrigou o Fórum de Guarapuava e atualmente está vazio foi sondado pelo NRE. Mas, o local foi descartado por não contar com estrutura de acessibilidade. Além disso, outros órgão públicos já negociam a utilização do local.

Foto: Ilustrativa/AEN

Anexo [download]

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar