ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

GUARAPUAVA: Para sanar dívidas edifício do hospital Santa Tereza pode ir a leilão

Além do prédio onde atualmente funciona o Instituto Virmond, o terreno de 9200 metros quadrados também deve ser vendido. O preço inicial do imóvel que fica no centro da cidade é de 15 milhões de reais.

20/07/2021

O prédio onde funciona o Hospital Santa Tereza, em Guarapuava, deve ir a leilão no próximo dia 27 de julho. A venda é uma determinação judicial decorrente de um dos vários processos movidos por credores do hospital, ou seja, pessoas ou empresas que têm dinheiro para receber daquela instituição de saúde.

A direção do hospital afirmou que está tratando com o credor uma possibilidade de composição, para que seja suspenso o leilão anunciado. Neste momento, de acordo com a empresa, ninguém falará sobre o assunto por considerar que a situação de leilão não é definitiva. 

A hasta pública está marcada para a próxima terça-feira e o preço inicial do imóvel é de 15 milhões de reais. O valor inclui o terreno de 9200 metros quadrados de área construída.

Em uma eventual arrematação do imóvel, as primeiras dívidas sanadas, seriam as trabalhistas, que por lei, têm prioridade. Depois desse acerto de contas com funcionários, outros credores podem pleitear junto à massa falida os valores que lhes são devidos.

Em se tratando do Hospital Santa Tereza, um dos maiores credores é o governo federal, em impostos devidos e que se acumulam ao longo dos anos.

O prédio que abriga a instituição de saúde e suas benfeitorias são de propriedade do Hospital Santa Tereza de Guarapuava LTDA, uma empresa privada que não é mais a responsável pelo atendimento. Atualmente, quem faz a gestão hospitalar é uma instituição filantrópica chamada Associação de Saúde Frederico Guilherme Keche Virmond, conhecido como Instituto Virmond.

No processo que motivou o leilão, a instituição argumenta que a venda do imóvel pode gerar interrupção do atendimento, agravando ainda mais a situação da saúde pública em Guarapuava e nos municípios no entorno.

Reportagem da Rádio Cultura de Guarapuava de 2018 mostra com detalhes que a instituição deve 33 milhões de reais somente para o governo, em impostos federais.

Comentários