ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Documentário sobre as sessões de "Let It Be", dos Beatles, terá seis horas de duração

Peter Jackson encontrou tanto material inédito, que o filme se transformou em uma série

18/06/2021

Peter Jackson, o diretor da trilogia "O Senhor Dos Anéis", restaurou tanto material nunca visto, das sessões que resultaram no filme, e disco, "Let It Be" dos Beatles que, foi decidido, que ao invés de um longa metragem para exibição nos cinemas, "The Beatles: Get Back", será uma série televisiva com três episódios e seis horas de duração.

O cineasta teve à sua disposição nada menos que 60 horas de filmagens e mais de 150 de áudio registradas em janeiro de 1969. A estreia está marcada para o fim de semana do Dia De Ação de Graças nos EUA - 25, 26 e 27 de novembro - no Disney+.

Além de um álbum, "Let It Be" também se tornou um controverso filme. Lançado em 1970, ele mostrava o quarteto de Liverpool em um de seus piores momentos, com muitas discussões e brigas entre os integrantes.

A maior surpresa de Jackson foi ver que, na verdade, esse não foi o clima predominante durante aqueles dias. Os desentendimentos existiram, claro, e a banda encerraria as suas atividades não muito tempo depois. Mas houve também muito humor e um clima de amizade que o longa original de Michael Lindsay-Hogg não mostrou.

Bastante polêmico, o filme acabou sumindo de circulação, tendo saído apenas uma única vez em VHS no início dos anos 80 e jamais ganhando edição em DVD.

Há cinco meses, Jackson liberou algumas imagens que foram restauradas para o documentário. 

 


Fonte vagalume
 

Comentários