ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Cantor francês Matthieu grava no Rio com sambistas

Serão 13 faixas, oito com participações e cinco solos

03/08/2021

Nascido em Paris em 1980, o ex-campeão de rúgbi e ex-modelo na cena européia, Matthieu acabou se envolvendo com a música, mostrou-se um bom cantor e, mais que isso, encantou-se pelo samba em uma de suas passagens pelo Brasil.  Apaixonado pelas canções do bamba Arlindo Cruz, Matthieu vem se empenhando num projeto audacioso: mostrar a toda Europa que o samba é mais atual que nunca, como ele comenta.

Passou, então, a sonhar com um show no Olympia, icônico teatro situado na capital francesa. O local deve-se ao verso: “Iremos todos à Paris, cantar no Olympia, o show tem que continuar”, de Arlindo, Sombrinha e Luiz Carlos da Vila. Uma homenagem ao samba, ao brasileiro, ao seu padrinho Arlindo, que o ensinou o português no início dos anos 2000 e como traduzir o samba para o francês. Pois é, o mestre também fala francês! “Como ouvir este nome e não se encantar? Arlindo está presente no repertório de todos os grandes sambistas brasileiros, às vezes com nove, dez canções em um único álbum. É muita poesia, é muita inspiração. Para isso é preciso ter muito amor dentro de si”, emociona-se o artista parisiense.

Nesta quinta-feira, 5 de agosto, será gravado no Rio de Janeiro o projeto “Matthieu – O Francês Do Samba”, um audiovisual com direção musical de Boris Bass, que já trabalhou com Sorriso Maroto,  Diogo Nogueira, Belo, entre outros), co-produção de Gordo Batera, produção executiva de Cris Gomes e a direção de vídeo é da 12 Produções, sob direção de Patrícia Cupello.

A gravação acontece no estúdio Boas Novas (Jacarepaguá), na presença de convidados e contará com as participações especiais de Alcione, que já cantou com Matthieu em Paris, Fundo De Quintal, Sombrinha, Xande De Pilares e Dudu Nobre, Molejo, Karinah e Arlindinho, filho de Arlindo Cruz. Serão 13 faixas, oito com participações e cinco solos. No repertório, clássicos como “Filho Meu” (Arlindo Cruz), “Falsa Consideração” (Marquinhos Satã), “Mutirão de Amor” (Sombrinha, Jorge Aragão e Zeca Pagodinho)”; “Do Fundo do Nosso Quintal” (Aragão/Alberto Souza), “Miudinho” (Bucy Moreira/Raul Marques)” e, claro, “O Show Tem Que Continuar”.

Com este DVD, Matthieu inicia o projeto que vai levar o espetáculo para o teatro Olympia, em 2022, já com o título “O Show Tem Que Continuar”, seguindo, a partir de então, para outros países europeus.

 

Fonte portalsucesso

Comentários