ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Brasil criou 644 mil novas vagas de trabalho em 2019, segundo Caged

Em Guarapuava, foram 16.645 desligamentos e 17.022 novas contratações formais.

24/01/2020

O Brasil registrou a criação de 644 mil vagas de emprego formal no ano passado, 21,63% a mais que o registrado em 2018. De acordo com o Ministério da Economia, é o maior saldo de emprego com carteira assinada em números absolutos desde 2013.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (24), mostram que o estoque de empregos formais chegou a 39 milhões de vínculos. Em 2018, esse número tinha ficado em 38,4 milhões.

Todos os oitos setores da economia registraram saldo positivo no último ano. O destaque ficou com o setor de serviços, responsável pela geração de 382,5 mil postos. No comércio, foram 145,4 mil novas vagas e na construção civil, 71,1 mil. O menor desempenho foi o da administração pública, com 822 novas vagas.

No recorte geográfico, as cinco regiões fecharam o ano com saldo positivo. O melhor resultado absoluto foi o da Região Sudeste, com a criação de 318,2 mil vagas. Na Região Sul, houve abertura de 143,2 mil postos; no Nordeste, 76,5 mil; no Centro-Oeste, 73,4 mil; e no Norte, 32,5 mil. Considerando a variação relativa do estoque de empregos, as regiões com melhores desempenhos foram Centro-Oeste, que cresceu 2,30%; Sul (2,01%); Norte (1,82%); Sudeste (1,59%) e Nordeste (1,21%).

Em Guarapuava, foram 16.645 desligamentos e 17.022 novas contratações formais.

Destaque para as seguintes áreas:

Comércio

5.820 – admissões
5.516 – desligamentos

Serviços
5.309 – admissões
4.792 – desligamentos

Indústria de transformação

2.577 – admissões
2.829 – desligamentos

Construção civil

1.516 – admissões
1.587 - desligamentos

 

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar