ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Pastoral Vocacional do Paraná realizou encontro regional e 3 ª etapa da Escola Vocacional, de forma híbrida

Da diocese de Guarapuava participou o padre Everton Pavilaqui, presencialmente, e mais 4 pessoas de forma on-line.

26/10/2021

Por Regional Sul 2 da CNBB. Fotos: Paulo Weber Jr.

Desde a noite de sexta-feira, 22 de outubro, até o meio dia de domingo, 24 de outubro, membros da Pastoral Vocacional (PV) e do Serviço de Animação Vocacional (SAV) do Paraná estiveram reunidos, aprofundando o tema “Juventude e Vocação”. O encontro reuniu 27 participantes, presenciais, no Instituto João Paulo II, em Toledo (PR), e mais 45 participantes on-line, conectados de suas casas. Dentre eles, o bispo referencial para a PV/SAV no Paraná, Dom Sérgio de Deus Borges (bispo de Foz do Iguaçu), e o coordenador regional da PV/SAV, Padre Marcelo Ribeiro da Silva. 

O tema “Juventude e Vocação” foi assessorado pelo Monsenhor Antônio Luís Catelan, da Diocese de Umuarama (PR). A partir da Exortação Apostólica pós-sinodal Christus vivit, o assessor tratou sobre a importância do Kerigma no processo de despertar vocacional dos jovens. Segundo o Padre Marcelo, a reflexão trouxe uma leitura atualizada a respeito da juventude e da sua compreensão do mundo, além da necessidade de lidar, de forma positiva, com a sensibilidade juvenil nesses tempos.

"A atuação da Igreja na fase da juventude é fundamental. Se a Igreja quer ajudar as pessoas a viverem cristãmente a própria existência é na juventude que precisa concentrar o foco fundamental da evangelização. Então, evangelização da juventude e trabalho vocacional são sinônimos. Na Christus Vivit, o Papa Francisco chega a dizer assim: ‘Toda pastoral é vocacional, toda espiritualidade é vocacional’. Isso é aprender a interpretar a própria vida como uma resposta a Deus”, afirmou o Monsenhor Catelan.

O encontro também foi uma oportunidade para a Pastoral Vocacional adiantar algumas propostas regionais para o ano de 2022. Um dos pontos importantes, segundo o Padre Marcelo, foi a aprovação, pela assembleia participante, de uma pesquisa vocacional com aqueles adolescentes e jovens que estão em período de acompanhamento prévio para o ingresso aos seminários. “Isso nos ajudará a compreender, com os recursos virtuais que temos hoje, a própria dinâmica juvenil, com suas demandas e aspirações e, assim, poderemos nos preparar melhor para receber os jovens nas casas de formação, a partir dos próximos anos”, afirmou o sacerdote.  

Durante o encontro, houve também momentos de espiritualidade, como a oração do terço vocacional e a celebração da Missa, que no sábado foi presidida pelo Padre Marcelo e, no domingo, por Dom Sérgio de Deus Borges.

Quanto à modalidade híbrida, adotada pela primeira vez pela PV/SAV, Padre Marcelo avaliou como muito positiva. “Houve a possibilidade de uma boa interação entre os grupos. Nós conseguimos até mesmo contornar as dificuldades e se reorganizar, diante dos problemas de conexão e falta de energia, devido ao temporal que atingiu boa parte do Paraná no sábado”, relatou padre Marcelo.  

Comentários