ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Congregação das Irmãs Scalabrinianas celebra 125 anos de fundação

Passados 125 anos, cerca de 650 irmãs Scalabrinianas estão em 28 Países na Europa, Ásia, África, América do Norte e América Latina, a maioria no Brasil. Elas atendem migrantes, refugiados e famílias em vulnerabilidade.

14/07/2021

A Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo, as Scalabrinianas, foi fundada em 25 de outubro de 1895, em Piacenza, Itália, pelo Beato João Batista Scalabrini, tendo como cofundadores o venerável Padre José Marchetti e Madre Assunta, beatificada em 2014 pelo Papa Francisco.

Passados 125 anos, hoje cerca de 650 irmãs Scalabrinianas estão em 28 Países na Europa, Ásia, África, América do Norte e América Latina, a maioria no Brasil, com ações em favor dos migrantes, refugiados e famílias em situação de vulnerabilidade social.

Para celebrar o momento, a congregação em Guarapuava, responsável pelo Colégio Nossa Senhora de Belém, preparou um artigo que pode ser lido na íntegra abaixo:

“O Jubileu será para vós coisa santa” (Lv 25,12)

A partir do tema: “anúncio do Jubileu de Celebração dos 125 anos de Fundação da Congregação, sinal da ternura e da presença amorosa de Deus em nossa história, expressão da eleição e fidelidade de Deus para conosco”, acolhemos, como tempo de graça, o grande Kairós de nosso Deus para a Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo - Scalabrinianas, num hino de louvor e gratidão a Deus por este dom que nos é concedido.

Portanto, anunciamos no dia 1° de julho de 2020, festa litúrgica de nossa cofundadora, a bem-aventurada Assunta Marchetti, o Ano Jubilar, reconhecendo o grande Dom que a Congregação é para a Igreja, para os migrantes e refugiados.

Fazemos nossos os desejos de nossa superiora geral, Ir. Neusa de Fátima Mariano, a qual pede a Deus, o dom da alegria e júbilo, enchendo o coração e a vida de cada uma das irmãs mscs, colaboradores, leigos missionários scalabrinianos, familiares e destinatários de nossa missão, a fim de sermos portadores de frutos de santidade, conversão, renovação e vitalidade espiritual e apostólica numa “Igreja em Saída”.

Façamos memória, em atitude de peregrinação interior, do “primeiro amor” com o qual Jesus Cristo aqueceu o nosso coração e, assim, despertou em nós a vontade e a alegria de segui-Lo. É o Senhor que nos exorta: «Recorda-te de todo esse caminho que o Senhor, teu Deus, te fez percorrer» (Dt 8, 2). Recorda-te: como é importante manter viva a memória. Com o salmista também nós assim expressamos: «Tenho na memória os teus feitos, Senhor; lembro-me de tuas maravilhas de outrora » (Sl 76, 12).

Nossa gratidão perene à Trindade Peregrina, à Sagrada Família de Nazaré, de Belém, em fuga para o Egito, a fim de salvar a vida do próprio Filho de Deus, e no seu feliz regresso, participando do grande mistério da encarnação, vida, paixão, morte e ressurreição de Jesus.

Obrigada especial aos nossos queridos bispos eméritos, Dom Giovanni Zerbini, SDB, Dom Antônio Wagner da Silva, SCJ e o atual bispo diocesano, Dom Amilton Manoel da Silva, CP; a todos os sacerdotes, religiosos, família ESI- Colégio Nossa Senhora de Belém, pela participação em nosso Jubileu e Missão Scalabriniana, na cidade de Guarapuava. 

“Deo Gratias!”. (Venerável Padre José Marchetti, Cofundador das Irmãs MSCS).

Comentários