ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

PARANÁ: Colégios estaduais fazem 5ª entrega de alimentos no Estado

É importante ressaltar que nas escolas que já retomaram as aulas presenciais, parte desses alimentos da agricultura familiar será utilizada na alimentação dos estudantes que frequentam as instituições.

28/05/2021

Clique no player para ouvir:

Os colégios estaduais fizeram nesta sexta-feira (28) a quinta entrega de alimentos do ano para as famílias mais vulneráveis da comunidade escolar. Novamente, todas as 2,1 mil escolas da rede distribuíram kits de alimentos não perecíveis, como ocorreu na entrega anterior, no fim de abril, além de produtos da agricultura familiar.

Foram adquiridos pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar) 219.697 kits compostos por dois quilos de arroz, um quilo de feijão, um quilo de macarrão, um quilo de fubá, um quilo de açúcar e um litro de óleo de soja, que serão entregues às famílias de estudantes regularmente matriculados nos colégios da Rede Estadual de Ensino e beneficiárias do Programa Bolsa Família ou inscritas no CadÚnico.

São mais de R$ 12 milhões de investimento, sendo R$ 7.224.009,49 em 1.515.909 quilos (1,51 mil toneladas) nos kits e outros R$ 4.797.916,00 em 1.515.322 quilos de produtos da agricultura familiar.

Estes consistem em frutas, hortaliças e sementes, como o pinhão (nesta época), legumes e tubérculos, além de temperos, leite, iogurte, panificados, suco/polpa de frutas, complementos e grãos, que diferem de região para região.

É importante ressaltar que nas escolas que já retomaram as aulas presenciais, parte desses alimentos da agricultura familiar será utilizada na alimentação dos estudantes que frequentam as instituições.

QUEM PODE RECEBER

Podem receber os kits, estudantes com matrícula ativa com famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família ou com famílias não beneficiárias, desde que estejam inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) com dados atualizados dos últimos seis meses.

Pode ocorrer de os beneficiários estarem fora da lista enviada às escolas, caso os dados cadastrais estejam diferentes dos que constam no Sere (Sistema Estadual de Registro Escolar), como o nome, data de nascimento ou CPF. Outro exemplo é o caso de cadastros novos: se a inscrição no Cadastro Único do governo federal foi feita após 13 de março, o nome não consta na lista atual.

Em virtude desses casos, foram comprados kits adicionais (além da listagem) para possíveis famílias que estejam dentro dos critérios acima, mas que não tenham o nome na listagem. O representante da família só poderá fazer a retirada na escola onde o aluno está matriculado.

AEN

Foto: © SEED

Galeria de Fotos

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar