ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Simone retoma live com samba inédito composto com Zélia Duncan

Além de apresentar Vocês estavam lá, cantora baiana anuncia a parceira como produtora do álbum que lança neste ano de 2021.

22/03/2021

Após hiato de dois meses e meio, Simone retomou a série de lives dominicais apresentadas de abril a dezembro de 2020 diretamente da casa da cantora baiana, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Só que, a partir deste ano de 2021, sem a periodicidade semanal.

Na volta ao ar na noite deste domingo, 21 de março, Simone – compositora de “pouquíssimas canções”, como ressaltou nessa 36ª live – brindou o público com samba inédito, feito em parceria com Zélia Duncan, artista anunciada ao fim da apresentação como produtora e diretora artística do álbum que Simone gravará e lançará até o fim do ano.

Composto a partir de letra enviada a Simone por Zélia, o samba se chama Vocês estavam lá e saúda o público que vem amparando os artistas nas telas virtuais ao longo da pandemia. Como a artista ressaltou na apresentação, o samba é dedicado não somente às plateias virtuais, mas também aos profissionais de saúde, aos entregadores e a todos os trabalhadores que estão segurando a onda do Brasil.

Na live, Simone cantou o samba Vocês estavam lá no início e no fim, com o coro virtual formado pelas vozes de Ana Costa, Leila Pinheiro e da parceira Zélia Duncan.

Em que pese a música inédita, o mote da 36ª live da cantora foi o tributo ao 48º aniversário de lançamento do primeiro álbum da artista, Simone, gravado em 1972 e lançado em 20 de março de 1973 pela gravadora Odeon.

Na primeira parte da live, Simone cantou seis das 12 músicas deste primeiro álbum – Morena (Dalto, 1973), Momento de amor (Taiguara, 1971), Maior que o meu amor (Renato Barros, 1970), Bandeira branca (Max Nunes e Laércio Alves, 1969), Tudo que você podia ser (Marcio Borges e Lô Borges, 1972) e Encontro marcado (Joyce Moreno, 1972) – antes de dar voz à produção autoral da própria Simone, revivendo músicas que compôs em parcerias com Abel Silva, Hermínio Bello de Carvalho, Tiago Torres da Silva e a própria Zélia Duncan.

 

Fonte G1

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar