ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Irati: Programa de extensão da Unicentro organiza trocas solidárias nos bairros

A campanha é uma ação da Central de Apoio e Integração de Projetos e Ações Coletivas, um programa de extensão do campus Irati.

17/08/2020

Desde o início da pandemia de covid-19, a Unicentro tem reformulado suas estratégias de atuação extensionista para oferecer suporte à comunidade neste momento complicado. Nesse sentido, a universidade vem criando e colocando em práticas diversas campanhas de apoio à população. Em Irati, a Rede de Solidariedade e Cuidado tem sido desenvolvida com o engajamento de professores e estudantes da Unicentro, que firmaram o compromisso de auxiliar pessoas em vulnerabilidade social e que tiveram sua situação agravada pelo contexto da pandemia de coronavírus.

A campanha é uma ação da Central de Apoio e Integração de Projetos e Ações Coletivas, um programa de extensão do campus Irati, que tem como coordenadora a professora Cláudia Magnabosco Martins. “São localidades em que há muita vulnerabilidade social. Vários trabalhadores perderam seus empregos em função da pandemia. Há uma necessidade de alimentação muito grande. Há uma necessidade também de produtos de higiene pessoal e de limpeza de casa”, explica a docente.

Em um primeiro momento, a Rede de Solidariedade e Cuidado da Unicentro apoiou a comunidade iratiense com a organização de Bancas Solidárias no Centro de Referência em Assistência Social do bairro Alto da Lagoa. O processo de recebimento e entrega de doações foi acompanhado pela Cristiane de Paula, que é funcionária do Cras Lagoa. “Foram beneficiadas em torno de 200 famílias. Essas famílias tiveram a oportunidade de acessar diversos produtos como alimentos, produtos de higiene, produtos de limpeza, máscaras, livros, roupas e etc. Foi uma experiência muito boa, principalmente com o lema ‘Quem tem, põe. Quem não tem, pega’. Foi uma experiência que até hoje tem resultados – muitas pessoas ainda procuram o Craz para buscar esses produtos e muitas ainda procuram para trazer seus produtos”.

Agora, a campanha organizada pela equipe da Rede de Solidariedade e Cuidado da Unicentro está em uma segunda fase. O formato proposto é o de Araras de Trocas Solidárias. “Nós fazemos um circuito com araras de madeira, fabricadas pelos agentes universitários da Unicentro e, às vezes, alguma mesa também, em que as pessoas que possuem coisas a doar ou a trocar, deixam seus objetos – assim como anteriormente nas bancas – e aqueles que precisam, pegam o que precisam. É uma ação dentro da Economia Solidária, de se utilizar apenas aquilo que é necessário para a sua vida, ter um consumo consciente e, no caso dessas comunidades, que são extremamente empobrecidas financeiramente, de fazer uso daquilo que necessitam e não pegar tudo o que se pode pegar”, explica a professora Cláudia.

As Araras de Trocas ficam disponíveis para a população do bairro Alto da Lagoa, em frente a Escola Municipal Mercedes Braga,  e do Jardim Planalto, no Centro Municipal de Educação Infantil, sempre nas quintas-feiras da 2ª e da 4ª semanas do mês, a partir das 13h. As equipes organizadoras estão seguindo todas as recomendações sanitárias de prevenção ao coronavírus, disponibilizando, nos dois locais, álcool glicerinado 70% produzido e distribuído pela Unicentro. Para continuar dando suporte a famílias carentes de Irati, a Rede de Solidariedade e Cuidado da Unicentro convida a comunidade a fazer a doação de materiais de higiene e limpeza; roupas, calçados e cobertores; utensílios domésticos; livros e materiais escolares; brinquedos, jogos e atividades pedagógicas; mudas de plantas para jardim e poesias ou receitas para a montagem de um varal expositivo nos locais das trocas solidárias.

Segundo a coordenadora da campanha, a entrega ou troca de materiais lúdicos e culturais tem sido bastante relevante nesta segunda etapa de atuação da Rede de Solidariedade. “Nós temos conseguido cerca de 200 livros por dia nos dois locais. A gente tem tido cerca de 400 saquinhos de atividades pedagógicas, que são destinadas a crianças de três a seis anos, acima de sete anos e, depois, para jovens e adultos, que compõe pintura, leitura, caça palavras, encontrar erros, palavras cruzadas, de forma que a gente possa propiciar que as pessoas tenham atividades lúdicas e culturais, ao mesmo tempo que os alimentos e que os produtos de higiene”.

Os interessados em colaborar com a causa também podem fazer contribuições em dinheiro. Além disso, para a parte administrativa da campanha, é bem-vinda a doação de recipientes para armazenar sabonete líquido e álcool 70%, e também sacolas ecológicas ou reutilizáveis. As doações podem ser realizadas todos os dias em horário comercial no Atelier Casa Flor ou no escritório de advocacia Nagib Nejm Neto. Outras opções para a entrega de doações para a Rede de Solidariedade são nas terças-feiras, em horário comercial, no Centro de Desenvolvimento Humano ou nas quintas-feiras pela manhã com a equipe da Feira Agroecológica da Unicentro, na sede da APP Sindicato em Irati. A entrega de produtos a serem doados também pode ser feita através de agendamento com o programa de extensão, cujo contato é o e-mail centraldeacoescoletivas@gmail.com. A professora Cláudia salienta porque as ações da Unicentro com esse viés solidário têm sido importantes.

“Tem sido bastante interessante porque cada dia que nós fazemos as ações, as trocas têm aumentado. A gente tem conseguido um processo também de conversa, de conscientização, do quanto é importante esse movimento de solidariedade entre nós, das possibilidades que a gente tem de fazer o mundo um pouco melhor, mais consciente, em que todos possam importar e ter condições de vida”, salienta Claudia.

A Rede de Solidariedade e Cuidado da Unicentro tem como parceiro o projeto de extensão Feira Agroecológica, que tem doado cerca de 200 sacolas de alimentos por mês para a campanha, a partir de financiamente de professores e alunos da universidade. Além disso, a Rede conta com a parceria da AMASEG Sabão Ecológico, que disponibiliza sabão em pedra nos dias de trocas solidárias. Outro apoiador é o Movimento Aprendizes da Sabedoria, que fornece plantas e chás medicinais para a campanha. A Rede também conta com o trabalho voluntário de artesãs de costura, que fazem máscaras para serem doadas às famílias em vulnerabilidade social de Irati.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar