ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

PRF realiza fiscalização com foco no combate à embriaguez ao volante em Guarapuava

Foram 44 veículos abordados e todos os motoristas foram convidados a realizar o teste do etilômetro. Dirigir sob influência de álcool ou recusar-se a realizar o teste etilométrico é uma infração de natureza gravíssima.

10/08/2020

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) autuou, na noite deste sábado (08), 4 pessoas por embriaguez, no Km 345 da BR 277 (Trevo do bairro Vila Carli), em Guarapuava. Ao todo, 44 veículos foram abordados e todos os motoristas foram convidados a realizar o teste do etilômetro. 

Ainda na noite do dia 08, em Candoi, no km 398,5 da BR-373, ocorreu um acidente tipo colisão traseira, envolvendo um automóvel VW/Gol e uma motocicleta Honda /NX 150, sendo que o condutor do  automóvel VW/Gol ausentou-se do local antes da chegada da equipe da PRF, após ter sido informado, pela equipe de atendimento do Bombeiro Comunitário de Candói, que a PRF estava em deslocamento para o atendimento e que seria realizado o teste etilométrico.

Na manhã deste domingo (09) outro acidente de trânsito do tipo colisão traseira, sem vítimas, agora no Km 349 da BR 277 (Guarapuava), envolveu os veículos Fiat/Uno e Nissan/Frontier, sem  feridos, porém, o condutor do veículo Fiat/Uno ausentou-se do local do acidente antes da chegada da equipe PRF e o condutor da Nissan/Frontier recusou-se a realizar o teste com etilômetro.

Dirigir sob influência de álcool ou recusar-se a realizar o teste etilométrico é uma infração de natureza gravíssima. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o valor da penalidade de multa é de R$ 2.934,70 e, em caso de reincidência, passa para R$ 5.869,40. O infrator, além de receber sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação, ainda terá o seu direito de dirigir suspenso por 12 meses.

Afastar-se o condutor do veículo do local do acidente é Crime de Trânsito, previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O art. 305 do CTB, Lei no 9.503/97, define o crime de fuga do local do acidente como sendo “afastar-se o condutor do veículo do local do acidente, para fugir à responsabilidade penal ou civil que lhe possa ser atribuída”, cominando pena de detenção, de seis meses a um ano, ou multa.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar