ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Estado licita projeto para obras na estrada entre Pitanga e Turvo

Projeto para restauração e ampliação da PRC-466 está orçado em mais de R$ 3 milhões. A abertura das propostas acontece no final de janeiro. Estão previstas obras de implementação de acostamentos, faixas adicionais e acessos.

07/01/2020

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR) publicou edital de licitação para contratar a empresa que vai elaborar o projeto de engenharia da restauração e ampliação da capacidade da rodovia PRC-466, no trecho entre os municípios de Pitanga e Turvo.

O trecho tem extensão de 45,5 quilômetros e inicia na PR-460, há aproximadamente 1 quilômetro do entroncamento com a PR-239, em Pitanga, e termina no início do perímetro urbano de Turvo. O orçamento previsto para o projeto é de R$ 3,3 milhões. As empresas e consórcios interessados têm até o dia 27 de janeiro para entregar suas propostas. Todos os documentos e informações sobre esta licitação podem ser acompanhados na página Compras Paraná.

Estratégico

A restauração e ampliação da capacidade da PRC-466 faz parte do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná e é financiado com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O acordo entre Governo do Paraná e BID foi firmado em dezembro de 2017 e prevê, até 2022, um investimento de mais de R$ 900 milhões em obras e projetos de infraestrutura do Estado.

“Parcerias como a que foi firmada com o BID são importantes para trazermos cada vez mais progresso aos paranaenses. Em Pitanga, já estamos trabalhando na pavimentação asfáltica da PR-239, até Mato Rico e, com a publicação deste edital, damos início ao primeiro lote do projeto de melhorias na PRC-466, até Turvo. Futuramente, vamos também licitar o segundo lote, que se refere a duplicação do trecho que vai de Turvo até Guarapuava”, explicou o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

Restauração

O projeto prevê a restauração da pista existente e a implantação de dispositivos de ampliação da capacidade de tráfego, como acostamentos, faixas adicionais e acessos. Além disso, o projeto deve planejar as intersecções nos acessos aos municípios de Santa Maria do Oeste e Boa Ventura de São Roque, e a instalação de passeios, travessias para pedestres, pontos de ônibus e ciclovias.

Para isso há uma divisão em três subtrechos: o primeiro tem 14,5 quilômetros e começa a 1 quilômetro do entroncamento com as PRs 460 e 239, em Pitanga, e vai até o acesso à Santa Maria do Oeste, onde se inicia o segundo subtrecho, que tem 21,7 quilômetros e vai até o acesso à Boa Ventura de São Roque. Por fim, o último subtrecho tem 9,3 quilômetros de extensão e liga este acesso ao perímetro urbano de Turvo, na altura do km 220 da PRC 466.

O projeto executivo ainda deve tratar de todos os serviços e estudos de duplicação, restauração, tráfego e de segurança, além de estudos geológicos/geotécnicos, hidrológicos/hidráulicos, topográficos/geodésicos, entre outros.

Integração

Para o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti, a restauração da PRC-466 é mais uma obra que remodela as rodovias da região Centro-Sul do Estado. “Hoje temos obras em Pitanga, Mato Rico e, em breve, Roncador e Guarapuava. É necessário que todos nossos projetos conversem entre si, para garantirmos, além das melhorias nas vias, a integração rodoviária da região sem afetarmos negativamente os fluxos nos perímetros urbanos das cidades”.

Edital

A licitação acontece na modalidade Seleção Baseada na Qualidade e Custo (SBQC), em que empresas pré-selecionadas são convidadas a apresentar propostas técnicas e de preço. Elas deverão ser entregues em envelopes lacrados diretamente no DER/PR, em Curitiba, até 27 de janeiro, com a abertura dos envelopes agendada para o dia seguinte e transmitida pela internet.

A empresa ou consórcio será declarado vencedor de acordo com análise de suas propostas. No caso das propostas técnicas são avaliados três critérios: experiência prévia; adequação da metodologia e plano de trabalho ao proposto no edital; e qualificação dos profissionais participantes na elaboração do projeto. Nas propostas de preço o critério é o menor valor oferecido.

Assim que estiver pronto e for aprovado pelo DER/PR, o projeto será utilizado como base para o edital de licitação de execução das obras.

EM ANDAMENTO – Atualmente o DER/PR também trabalha na pavimentação da PR-239 entre Pitanga e Mato Rico, passando por Barra Bonita. A obra foi orçada em R$ 22,9 milhões e teve início em setembro de 2018. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos em maio de 2021. Já o edital de licitação de melhorias no segundo lote da PRC-466, de Turvo até Guarapuava, ainda está em elaboração e deve ser publicado no início de 2020.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar