ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Estado não garante continuidade de treinamento esportivo nas escolas estaduais

Distribuição de carga horária não contemplou Aulas Especializadas de Treinamento Esportivo, programa realizado em contra-turno.

16/12/2019

Ouça no player. Reportagem Cléber Moletta.

A Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seed) ainda não definiu se vai manter em 2020 as Aulas Especializadas de Treinamento Esportivo (AETE), programa que oferece treinamento de várias modalidades para alunos da rede estadual de ensino. No Núcleo Regional de Guarapuava são 27 equipes atendidas nas modalidades basquetebol, futsal, voleibol, vôlei de praia, tênis de mesa e atletismo. A distribuição de aulas aberta pelo Governo não prevê a contratação de professores para essa atividade.

“O nosso programa sempre teve um envolvimento muito grande da comunidade, tivemos frutos muito bons, temos atletas disputando Jogos Abertos, já tivemos a seleção de basquetebol dos Jogos da Juventude formada por meninas da escola, no Jesp sempre temos uma boa participação, a comunidade vai perder muito com o encerramento do programa”, disse o professor de educação física Fábio Quadros, da escola Heitor Rocha Kramer, em Guarapuava.

Ele treina uma equipe de basquetebol e ressalta o envolvimento da comunidade. Sem boa estrutura para prática de esportes nos bairros que ficam no entorno da escola as aulas realizadas nas segundas e quintas-feiras foram adotadas pelos jovens e adolescentes da região.

As atividades são realizadas em contra-turno e tem o objetivo de “contribuir para o desenvolvimento esportivo escolar e a melhoria de qualidade de vida do estudante, no sentido de sua autorrealização, integração e efetiva participação nas competições esportivas”, segundo o site da Seed.

Segundo Fábio, as AETEs também complementam a carga horária da disciplina de educação física da rede estadual. Atualmente os estudantes tem duas horas aula semanais dessa matéria.

Resposta estado

A reportagem da Rádio Cultura procurou a Seed que primeiro respondeu que “não foi aberta distribuição referente ao programa em questão porque estão sendo priorizadas as aulas da Matriz Curricular”. Depois a nota foi complementada, a nosso pedido, afirmando que “ainda não há definição a respeito” da continuidade do programa.

Custos

Todas as equipes treinadas pelo programa têm obtido bons resultados em jogos municipais e estaduais. Na maioria dos casos os custos para participar das provas são custeados pela própria comunidade escolar, cabendo ao estado somente destinar carga horária do professor que realiza o treinamento.

Escolas atendidas

Nos oito municípios do Núcleo Regional de Educação de Guarapuava são 20 escolas atendidas: Escola Lagoa Seca e Santa Clara (Candói); Ana Vanda Bassara, Bibiana Bitencourt,  Padre Chagas, Dulce Maschio, Francisco Carneiro Martins, Heitor Rocha Kramer, Leni Marlene Jacob, Newton Felipe Albach, Dom Pedro I, Pedro Carli, Centro Estadual de Educação Profissional Arlindo Ribeiro e Liane Marta da Costa (Guarapuava); Bento Munhoz da Rocha Neto, Cornélio Pires Ribeiro e Júlio Moreira (Pinhão); Izabel Francisca Siqueira e Michel Reydams (Reserva do Iguaçu); Edite Marques (Turvo). Nelas são mantidas 27 equipes de seis modalidades.

Foto: Arquivo pessoal Fábio Quadros.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar