ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Prelazia territorial de Cristalândia (TO) é elevada à diocese pelo papa Francisco

O prelado já estava à frente desta Igreja particular desde 2016.

10/07/2019

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou nesta quarta-feira, 10, que o Santo Padre dignou-se elevar a prelazia territorial de Cristalândia (TO) à diocese nomeando seu primeiro bispo dom Wellington de Queiroz Vieira. O prelado já estava à frente desta Igreja particular desde 2016.

Biografia

Dom Wellington nasceu em 11 de julho de 1968, em Tocantinópolis (TO). Fez seus estudos de Filosofia, em Brasília (DF), de Teologia no Rio de Janeiro (RJ) e dois mestrados em Roma: um em Filosofia, na Pontifícia Universidade Gregoriana e outro em Direito Canônico, na Pontifícia Universidade Lateranense.

Na diocese de Tocantinópolis serviu como pároco em Xambioá (TO) e Araguaína (TO), como membro do Colégio dos Consultores e do Conselho Presbiteral, além de vigário judicial e ecônomo da diocese. Também já atuou como pároco da Paróquia São Paulo Apóstolo, em Araguaína.

Em novembro de 2016, foi nomeado pelo papa Francisco como bispo da prelazia de Cristalândia.

História da Prelazia

Localizada a 153 Km da Capital Palmas no Tocantins, a prelazia de Cristalândia foi criada em 26 de março de 1956 pela Bula Ne quid Filiis do papa Pio XII sob a jurisdição de um Administrador Apostólico.

Situada na Região Norte e Centro Oeste do Brasil, abrange 04 municípios no estado de Goiás, 14 municípios e alguns povoados pequenos no estado do Tocantins, e, pastoralmente, inclui a Ilha do Bananal, a maior ilha fluvial do mundo. Possui uma superfície de 61.853,3 km2, e com a Ilha do Bananal, atinge quase 85.000 km2.

Uma grande parte da população é proveniente de outras regiões do Brasil (especialmente do Norte e Nordeste – Maranhão, Piauí, Pará e Bahia) e, ultimamente, do Leste e Sul (Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina).

 

CNBB

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar