ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Paraná registra o maior número de mortes em um dia desde o início da pandemia. Foram 57 óbitos de acordo com o boletim desta terça (14)

Estado chegou a 1.129 óbitos e 44.870 diagnósticos da doença. No Brasil a média móvel atingiu 1.056 mortes por dia. Os últimos sete dias foram os mais letais no país.

15/07/2020

O Paraná registrou mais 57 mortes causadas pela Covid-19, segundo boletim publicado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) nesta terça-feira (14). O número é o maior divulgado em um dia desde o início da pandemia. Com isso, o Estado chega a 1.129 óbitos e 44.870 diagnósticos da doença.

Apesar disso o Governo do Paraná informou a suspensão das medidas restritivas para sete regiões. Durante 14 dias de suspensão dos serviços não essenciais, um dos principais objetivos era aumentar a taxa de isolamento social para pelo menos 50%, de acordo com o governo. O decreto estabelecia restrições para as regiões de Londrina, Cascavel, Cornélio Procópio, Toledo, Cianorte, Foz do Iguaçu, Curitiba e Região Metropolitana e litoral, com a expectativa de que houvesse diminuição na curva de crescimento de casos. No entanto, a média estadual de isolamento ficou em 45%, segundo pesquisas.

De acordo com a decisão do governo, as restrições continuam valendo somente para a regional do litoral do estado, que foi incluída depois. Nas cidades litorâneas, o decreto continua valendo até o dia 21.

No Brasil, segundo o consórcio de veículos de imprensa foram 1.341 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 74.262 óbitos. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil na última semana foi de 1.056 por dia, uma variação de 8% em relação aos óbitos registrados em 14 dias. Em casos confirmados foram 43.245 registros no último dia, com o total de 1.931.204 de brasileiros infectados pelo novo coronavírus.

Guarapuava, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde registra 311 casos confirmados e 3 óbitos.

 

Com informações do G1

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar