ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Guarapuava não está entre as cidades que vão receber Colégios Cívico-Militares

Secretaria de Estado da Educação anunciou as quatro cidades que terão escolas instaladas em 2020:Londrina, Foz do Iguaçu, Curitiba e Colombo.

18/01/2020

Ouça no player. Reportagem Cléber Moletta com AEN.

O Governo do Estado anunciou nesta semana quatro cidades onde serão instaladas escolas cívico-militares a partir de 2020. Guarapuava não está na lista, ainda que existisse a expectativa para implantação do Colégio ainda esse ano. Os municípios que receberão as escolas são Curitiba, Londrina, Colombo e Foz do Iguaçu.

O projeto-piloto é parte do Programa Nacional Escolas Cívico-Militares, do Ministério da Educação e Cultura. O modelo é diferente dos Colégios Militares, mantidos pelo Governo do Paraná. Nesse caso, a gestão é da PM e o corpo docente e demais servidores são da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. Nas cívico-militares a secretaria permanece responsável pelo corpo docente, currículo e trabalho didático-pedagógico, que passam a contar com o apoio de militares da reserva do Exército Brasileiro, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

De acordo com o diretor de Educação Raph Gomes Alves é possível que, depois de adequado, o projeto se expanda no Estado. “Estamos trabalhando para implementar o modelo de escola cívico-militar, segundo as diretrizes do MEC, e realizando os ajustes necessários às peculiaridades das nossas escolas a fim de que, ao final do ano, o Estado do Paraná tenha um modelo próprio de escolas cívico-militares que servirá de base para futura ampliação”, explica.

Promessas para Guarapuava

Em dezembro de 2019 a deputada estadual Cristina Silvestri (Cidadania) afirmou em entrevista à Rádio Cultura que a escola Civico-Militar seria anunciada em março desse ano. Ela fez a afirmação depois de ter se reunido com o chefe da Casa Civil do estado, Guto Silva, que confirmou à parlamentar a implantação.

“Nessa conversa com o Guto [Silva] ele me prometeu que essa escola será anunciada em março de 2020, para ter início em julho. Porque já está tudo pronto, a chefe do Núcleo, Edil [Spinola], já foi visitar outros exemplos, verificar o que precisa, como funciona, e tudo que teríamos que fazer, como a audiência pública, já foi feito”, disse a deputada em dezembro de 2019.

Além disso, a parlamentar descartou a possibilidade de instalação de um Colégio da Polícia Militar por falta de efetivo. “O problema é que não temos efetivo para tirar policias do quartel para colocar nas escolas”, disse a parlamentar.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar