ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Fraternidade, comunhão e comprometimento marcaram a 40ª Assembleia do Povo de Deus

Dom Leomar Antônio Brustolin foi o assessor.

23/09/2019

A Casa de Retiros do Mossungue, em Curitiba (PR), acolheu de 20 a 22 de setembro a 40ª Assembleia do Povo de Deus. Participam todos os arcebispos e bispos do Paraná, os coordenadores arqui/diocesanos da Ação Evangelizadora, da Animação Bíblico-catequética, da Pastoral Litúrgica, de Pastoral Social e os coordenadores regionais de Pastoral, Movimento e Organismo, somando cerca de 150 pessoas.

A Assembleia iniciou às 14h00 , da sexta-feira, com a palavra de acolhida do presidente do Regional, Dom Geremias Steinmetz. Em seguida, Dom Amilton Manoel da Silva, secretário do Regional e coordenador dos trabalhos, fez os encaminhamentos dos trabalhos e convidou os coordenadores da Ação Evangelizadora para apresentarem uma síntese, por província, do rosto da Igreja no mundo urbano em nossas dioceses. Foram apresentados alguns dados estatísticos e ações práticas realizadas pelas dioceses. Depois, Dom Amilton motivou o grupo a partilhar sobre a caminhada das Arquidioceses e Dioceses, a partir do apostolado do Papa Francisco, desde a última Assembleia, em setembro de 2018. Bispos, padres, leigos e partilharam os passos desenvolvidos neste período.

Após a partilha, o assessor, Dom Leomar Antonio Brustolin, bispo auxiliar de Porto Alegre, iniciou os trabalhos falando sobre a cultura urbana e a evangelização. Ele contextualizou o cenário em que a evangelização é construída hoje, tendo em vista que a cultura urbana está presente em todos os espaços, quer seja no campo, na cidade, nas fábricas, nas universidades, na mente das pessoas, e o caminho de evangelização precisa ser pensada a partir dessa realidade.

No final da tarde, houve a Celebração Eucarística presidida por Dom Sérgio de Deus Borges, bispo de Foz do Iguaçu, e concelebrada pelo bispo de União da Vitória, Dom Walter Jorge Pinto, e pelo bispo de Apucarana, Dom Carlos José de Oliveira. Após o jantar, os coordenadores de Pastoral, Movimento e Organismo se reuniram para tratar questões administrativas e pastorais em nível regional. 

O sábado, segundo dia da 40ª Assembleia do Povo de Deus,  iniciou com a oração das Laudes, presidida por Dom Edmar Peron, bispo de Paranaguá. Em seguida, o assessor, Dom Leomar Antônio Brustolin, deu continuidade ao tema central: “Diretrizes 2019-2023: Comunidade Eclesial Missionária.

A partir da reflexão sobre a cultura urbana, que é marcada pela valorização de muitos aspectos como a convivência, a pluralidade, o encontro das pessoas, o fluxo de informações, em contraste com a realidade do empobrecimento, da falta de sentido da vida e questões éticas, Dom Leomar ponderou que o mundo urbano não está somente na cidade, mas também na realidade rural, pois essa cultura urbana entra, quer seja pela facilidade ou acesso as informações pela internet, quer seja pela facilidade com as novas tecnologias que chegam em qualquer parte do mundo. “O primeiro aspecto foi mostrar que nós estamos entrando numa nova etapa da história marcada pela influência da tecnologia nos nossos comportamentos e isso, sem dúvida, a Igreja tem que considerar ao fazer seus planejamentos.

O segundo aspecto é a dimensão missionária que supõe, antes de tudo, que a gente seja mais discípulo da Palavra, capaz de celebrar melhor e ter uma espiritualidade mais profunda com uma caridade ativa, um compromisso social transformador, mesmo quando parecer difícil. É preciso insistir, cada vez mais, em tornar esse mundo mais humano, mais justo e fraterno, por que é sinal que aponta para o reino de Deus e também para a dimensão missionária. Não dá mais para ficar tranquilo diante de tantas pessoas que não conhecem Jesus e não receberam a alegria do Evangelho”, disse Dom Leomar.

No final da manhã, os participantes se dividiram em doze grupos, a fim de dialogar e propor os elementos centrais para a construção do texto das diretrizes para o Regional.  Com unanimidade, os grupos escolheram a Iniciação à Vida Cristã como prioridade. Para Dom Leomar, essa escolha demonstra uma Igreja muito comprometida em avançar. “Essa escolha revelou que a Assembleia não se preocupa apenas com a catequese, mas também com a dimensão social, formativa e a renovação das comunidades eclesiais.

Por isso, o Paraná deve ser muito considerado aqui pela participação engajada de tantos líderes leigos, consagrados e consagradas, diáconos, presbíteros e bispos. Uma Igreja que o Concilio Vaticano II chama de “Povo de Deus”, em marcha para a Pátria definitiva”, afirmou Dom Leomar, reiterando que ainda permanece um desafio: “os tempos estão mudando, as pessoas estão precisando e o anúncio de Jesus Cristo, que transforma a vida, é urgente”.

Lançamento da Ação Missionária: Escola para a Missão São Paulo VI

No final do dia aconteceu o lançamento da Ação Missionária: Escola para a Missão São Paulo VI. Um projeto que compromete toda a Igreja do Paraná, especialmente as crianças da catequese, grupos da Infância e Adolescência Missionária, Acólitos, Coroinhas e grupos de expressões juvenis, em crescer na dimensão missionária e contribuir para a construção de uma escola para a Missão São Paulo VI, na Guiné-Bissau, África. Para a animação da Ação Missionária foi produzida uma cartilha com um encontro missionário que culmina com a realização de um gesto concreto, no qual as crianças vão montar um envelope, com a última página da cartilha, e buscar com seus familiares, amigos e vizinhos a ajuda financeira para a construção da escola.

O projeto foi apresentado por Dom Sérgio Arthur Braschi, bispo de Ponta Grossa e referencial para a dimensão missionária, e pelo coordenador do COMIRE (Conselho Missionário Regional), Odaril José da Rosa. Em seguida, os livrinhos foram trazidos pelos missionários que já estiveram na Guiné-Bissau em carrinhos de construção e entregues aos bispos, junto com um capacete de construção. Depois, os bispos entregaram, simbolicamente, alguns livrinhos para cada coordenador arqui/diocesano e regional de Pastoral, Movimento e Organismo. O momento expressou, mais uma vez, o comprometimento de toda a Igreja do Paraná com a Missão.

Após o lançamento, aconteceu a Missa, presidida por Dom Sergio Arthur Braschi e concelebrada por Dom Edgar Xavier Ertl, bispo de Palmas e Francisco Beltrão e por Dom Celso Antônio Marchiori, bispo de São José dos Pinhais.

(Por: Karina de Carvalho – Assessora de Comunicação - CNBB Sul 2)

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar