ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Hoje (22), equipe diocesana da CF2020 realizará Seminário

Formação, em âmbito diocesano, será na Paróquia Santos Anjos, no Bairro São Cristovão.

22/02/2020

A Paróquia Santos Anjos, em Guarapuava, sediará um encontro, em âmbito diocesano, sobre a Campanha da Fraternidade 2020 (CF2020).

Será no próximo sábado, 22 de fevereiro, das 13h às 16h. De acordo com os organizadores do Encontro Diocesano de Formação da CF 2020 é muito importante o conhecimento e estudo do texto base da CF2020. “O conhecimento adquirido servirá para ser utilizado e aplicado como ferramenta em toda a igreja, principalmente em ações nos caminhos da missionaridade samaritana, pregado pelo Papa Francisco”.

Informações podem ser obtidas pelos telefones 3624-3365 ou 9-9964-1886.

 

Campanha da Fraternidade 2020

A Campanha da Fraternidade 2020, tem como tema  “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34).

De acordo com o texto-base da campanha, a realidade mostra que será necessário empreender muitos esforços para que realmente a vida esteja em primeiro lugar. 

No Brasil, 22,6% das crianças e adolescentes de 0 a 14 anos vivem em extrema pobreza, além disso, 2,5 milhões de crianças e adolescentes até 17 anos trabalham, mais de 11,7 mil crianças e adolescentes foram vítimas de homicídio em 2017 e 3 milhões de domicílios estão em favelas e aqui mostra-se só alguns exemplos.

Essa invisibilidade e exclusão também parece não ter sofrido alterações desde 2007. Além disso, o desemprego atingiu no primeiro trimestre de 2019, 12,7% da população, sem falar nos acidentes de trânsito e nas rodovias, as sucessivas agressões aos povos indígenas, os conflitos por terra e água, a violência e o feminicídio crescente.

A banalização da vida também alcançou o mundo virtual por meio das Fake News, dos perfis falsos e da disseminação de conteúdos de calúnia. Esse cenário é crescente e vem ceifando vidas . Segundo o texto da CF, é preciso ficar atento para não corrermos o risco de nos perder na dinâmica perversa que atinge as redes sociais.

Os vínculos que definem o ser humano como um ser que sempre está em relação com o próximo estão cada vez mais frágeis em uma organização social que incentiva o individualismo e chega até mesmo ao egoísmo.

A pobreza se alastra e se manifesta de inúmeras formas. Da fecundação à morte, a vida é atingida em muitos sentidos e de diversas formas, pois então pode-se entender que é a crise do sentido que gera a desesperança

 

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar