ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Diocese de Guarapuava publica determinações a padres e fiéis

Medida visa proteger fiéis e religiosos do Coronavirus. Algumas atividades foram canceladas ou suspensas. As que se mantém devem obedecer às orientações.

19/03/2020

Seguindo orientações da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e das autoridades sanitárias, a Diocese de Guarapuava determina que todos os padres e fiéis adotem algumas medidas pelos próximos 30 dias em todas as paróquias e comunidades. O objetivo é proteger fiéis e religiosos do Coronavirus. Todas as determinações constam em uma nota assinada pelo bispo diocesano Dom Antônio Wagner da Silva.

Além de orientações práticas para todos a nota tem uma determinação importante para as pessoas do grupo de risco. Idosos, diabéticos, doentes cardíacos, estão dispensados da participação obrigatória nas celebrações dominicais e de preceito. Inclusive ministros e catequistas. “Permaneçam em suas casas e acompanhem as celebrações através dos meios de comunicação”, diz a nota.

Para atividades mantidas as recomendações básicas são: não aglomerar público superior a 50 pessoas, manter rotina de higiene pessoal e os ambientes ventilados.

As determinações são:

Manter as celebrações, desde que não ultrapasse o número de 50 fiéis na igreja. Aos demais fiéis a recomendação é acompanhar as missas pelos meios de comunicação. A Rádio Cultura transmite, diariamente, a missa ao meio dia da Catedral Nossa Senhora de Belém.

Nos casamentos a recomendação é que os noivos sejam procurados para repensar a data e, caso a celebração seja mantida, o número de convidados deve se restringir a 50 pessoas.

Os batismos devem ser adiados para outra data. Mas, na impossibilidade, deve ser feito respeitando o número máximo de participantes.

Mutirões de confissões devem ser cancelados e os atendimentos individuais intensificados.

As Exéquias devem ser feitas em horários combinados com as famílias, mas devem ser evitados os horários próximos ao sepultamento. Sempre respeitando o número máximo de pessoas aglomeradas.

Novenas, terços, vias-sacras, vigílias, grupos de oração e demais atividades podem ser realizadas, desde que não ultrapassem o público de 50 pessoas, mantenham cuidados com a higiene e deixem os espaços ventilados.

Festas, almoços, jantares, chás, retiros, acampamentos, formações e outros eventos devem ser todos cancelados. Manter somente reuniões extremamente necessárias.

Catequeses ficam suspensas.

Durante a Semana Santa devem ser seguidas as mesmas restrições em relação as demais celebrações, intensificando a higiene e ventilação.

No Domingo de Ramos a procissão será suspensa.  Determinação é que os padres realizem a benção dos ramos em celebrações restritas e distribuam os ramos aos fiéis, evitando aglomerações.

Na Quinta-feira Santa a Missa dos Santos Óleos será celebrada exclusivamente com os padres. Os fiéis poderão acompanhar pela rádio e pela internet. A celebração da Ceia do Senhor, o rito do lava pés será omitida. A adoração deverá acontecer em pequenos grupos.

Na Sexta-feira Santa, até às 14 horas, a adoração deve ser realizada em pequenos grupos e a celebração das 15 horas será realizada de forma restrita. O beijo na cruz será omitido e substituído pela genuflexão ou profunda reverência.

No Sábado Santo a Vigília Pascal terá também restrições na celebração. Ela deve ser acompanhada pelos meios de comunicação.

O Teatro da Paixão e demais encenações devem ser canceladas.

Deve ser evitado o aperto de mão entre os fiéis. Não se deve dar as mãos no momento da Oração do Pai Nosso e o abraço da paz deve ser omitido das celebrações.

A Comunhão deve ser entregue diretamente nas mãos, não na boca.

Os colaboradores que cuidam das ofertas devem usar a devida proteção, bom como os demais que tenham contato com objetos coletivos durante a celebração.

Higienizar mãos, muitas vezes, com água e sabão ou álcool em gel. Evitar tocar olhos, boca e nariz e compartilhar objetos pessoais. Manter espaços ventilados, com portas e janelas abertas. Seguir as orientações das autoridades sanitárias.

Secar os recipientes de água benta expostos nas igrejas.

Igrejas devem permanecer abertas para acolher as orações pessoais e os padres, como zelosos pastores, estejam disponíveis para atendimento nas igrejas, hospitais e nas casas das famílias.

Grupos de risco estão dispensados da participação obrigatória nas celebrações dominicais e de preceito.

O expediente paroquial está mantido.

As medidas valem para os próximos 30 dias e novas orientações se determinações podem se publicadas posteriormente.

Leia a nota na íntegra.

Anexo [download]

Galeria de Fotos

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar