ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Diocese de Guarapuava emite Nota Oficial sobre cuidados com o Coronavírus

As orientações da Igreja Particular estão em consonância com as determinações do Ministério da Saúde, da CNBB, do Regional Sul 2, da Secretaria de Saúde do Estado do Paraná e da prefeitura de Guarapuava.

21/03/2020

Diopuava

O mundo vive um dos momentos mais delicados dos últimos anos. A pandemia ocasionada pelo Coronavírus Covid-19 tem afetado a população das mais diferentes formas. Até o momento, segundo informações da Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 130 mil pessoas estão infectadas em todo o planeta. Dessas, quase cinco mil morreram no mundo devido ao vírus.  

A situação é muito preocupante em Países como a China e a Itália, que figuram entre os que têm o maior número de infectados.

Tendo a vida humana como o mais precioso de todos os bens, a Igreja, no mundo inteiro, trabalha de forma incansável no combate ao vírus e no amparo às pessoas infectadas.

No Brasil, quando se vive a Campanha da Fraternidade (CF), que em 2020 traz como tema: “Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso” e lema: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34), todos são convidados a refletir sobre o real significado nas dimensões pessoal, comunitária, social e ecológica.

A pandemia do Coronavírus chama a atenção para a temática da CF, com destaque para a responsabilidade que cada um deve ter para consigo e para com o próximo no cuidado com hábitos e ações, sempre com o foco na pessoa, imagem e semelhança de Deus.

Primando sempre pela vida humana, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), através da Pastoral da Saúde, emitiu nota orientando os regionais e dioceses a respeito dos cuidados e prevenções para combater a doença.

O primeiro caso de infecção pelo Coronavírus no Brasil, foi confirmado pelo Ministério da Saúde no dia 25 de fevereiro. O doente tratava-se de um homem de 61 anos, morador de São Paulo, que deu entrada no hospital Israelita Albert Einstein, com histórico de viagem para a Itália.

Os Regionais da CNBB, também demonstraram preocupação e emitiram alertas para suas diocese e arquidiocese, com o intuito de prevenir a população e preparar cada um para enfrentar o problema.

A diocese de Guarapuava, através de seu bispo, Dom Antônio Wagner da Silva, depois de reunião com o Conselho Presbiteral, emitiu uma nota com as orientações que todos devem ter, em se tratando das celebrações, encontros, reuniões e afins nos espaços da Igreja.

Para Dom Wagner, preservar a vida é o principal objetivo neste momento delicado pelo qual passa a população do Brasil do Paraná e de Guarapuava. Em nota, o bispo pondera que enfrentar a realidade se faz necessário e ser coerente com as leis de saúde pública é dever de todos, na preservação do bem mais preciso que nos foi dado por Deus, a vida.

LEIA NOTA NA ÍNTEGRA

 

DIOCESE DE GUARAPUA VA - PARANÁ

“Tudo Posso Naquele que me fortalece”. Filipenses 4,13

DETERMINAÇÕES AOS PADRES E FIÉIS DA DIOCESE DE GUARAPUAVA

Diante da realidade da pandemia do Coronavírus - COVID-19, a partir das orientações da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, do Regional Sul 2 da CNBB - Paraná, bem como dos demais órgãos civis competentes e autoridades sanitárias, dos governos Federal, Estadual e Municipal, o Bispo da Diocese de Guarapuava, em diálogo com o Conselho Presbiteral, reunido no dia 18/03/2020, considerando todas as atividades religiosas a serem desenvolvidas nas paróquias (matrizes e comunidades) da diocese nos próximos 30 dias, determina que:

1°. - As celebrações de missas devem ser mantidas, desde que não ultrapassem o número recomendado de presenças: 50 pessoas. Aos demais fiéis aconselha-se que acompanhem a missa pelos meios de comunicação.

2°. - Para as celebrações do Matrimônio, os noivos sejam contatados a fim de que repensem a data ou restrinjam seus convidados ao número de até 50 pessoas.

3°. - As celebrações do Batismo sejam canceladas; na impossibilidade absoluta, sejam realizadas conforme as exigências quanto ao número de participantes.

4°. - As Confissões em mutirões sejam canceladas. Os padres procurem intensificar o atendimento personalizado o quanto possível.

5°. -As Exéquias sejam realizadas em momentos combinados com os padres, evitando-se horários próximos ao sepultamento. Observe-se o lugar e número de pessoas.

6°. - Os Momentos devocionais: novenas, terços, vias-sacras, vigílias, grupos de oração e demais atividades podem ser realizados, desde que não ultrapassem o número recomendado de 50 pessoas e com os devidos cuidados com a higiene e ventilação.

7°. - Festas, almoços, jantares, chás, retiros, acampamentos, formações e outros eventos sejam todos cancelados. Manter as reuniões extremamente necessárias.

8º. - As catequeses: Batismal, Primeira Eucaristia, Crisma, pré-matrimonial e para adultos ficam suspensas.

9°. - Durante a Semana Santa, devem ser seguidas as mesmas orientações quanto à restrição ao número de pessoas participantes e recomendações quanto à higiene e ventilação.

a) - No Domingo de Ramos, sejam suspensas as procissões de Ramos. Sugere-se aos padres que realizem as bênçãos dos ramos em celebrações restritas e os distribua aos fiéis, evitando aglomeração.

b) - Na Quinta-feira Santa, a missa dos Santos Óleos será celebrada, exclusivamente com os padres. Os fiéis poderão acompanhar a transmissão via internet e rádio. Na celebração da Ceia do Senhor, o rito do lava-pés será omitido. A adoração deverá acontecer com pequenos grupos.

c)- Na Sexta-feira Santa, até as 14h, a adoração seja realizada em pequenos grupos. A ação litúrgica das 15h também será celebrada de forma restrita. Seja omitido o beijo da cruz e substituído pela genuflexão e/ou profunda reverência.

d) No Sábado Santo, a Vigília Pascal será celebrada também com restrição de pessoas. Se possível, essa celebração seja transmitida pelos meios de comunicação.

10°. - O Teatro da Paixão e outras encenações devem ser canceladas.

11°. - Evite-se o aperto de mãos na acolhida aos fiéis e entre os fiéis;

12°. - Não dar as mãos durante a oração do Pai-Nosso;

13°. - Omita-se o abraço da paz;

14º. - A Comunhão seja distribuída somente sob uma espécie e, exclusivamente, nas mãos;

15°. - Os colaboradores que cuidam das ofertas utilizem a devida proteção ao recolherem-nas; mesmo procedimento para os que tiverem contato com objetos de uso público nas celebrações.

16º. - Higienizar as mãos, muitas vezes, com água e sabão ou álcool em gel.

17º. - Evitar tocar olhos, nariz e boca e o compartilhamento de objetos pessoais.

 18°. - Manter os ambientes ventilados: as portas e janelas da igreja e outros espaços usados fiquem abertos.

19°. - Observar as recomendações das autoridades municipais e sanitárias, quanto a quantidade de pessoas reunidas, espaço e distância entre elas.

20°. - Secar recipientes de água benta expostos na igreja.

21°. - As igrejas deverão permanecer abertas para acolher as orações pessoais e os padres, como zelosos pastores, estejam disponíveis para o atendimento de seu rebanho nas igrejas, hospitais e nas casas das famílias.

22°. - Vale lembrar, com todo apreço, que as pessoas do grupo de risco (idosos, diabéticos e doentes cardíacos), inclusive ministros e catequistas permaneçam em suas casas e acompanhem as celebrações através dos meios de comunicação.  Essas pessoas estão dispensadas da participação obrigatória das celebrações dominicais e de preceito.

23°. O expediente paroquial deverá ser cumprido normalmente.

24°. Todas essas determinações perdurarão pelos próximos trinta (30) dias, ou seja: até o dia dezenove (19) de abril; quando, então; serão determinadas novas orientações.

Permaneçamos unidos na oração, na fé e na esperança. Com a intercessão Materna de Nossa Senhora de Belém alcançaremos em Jesus Cristo a sabedoria e forças necessárias para superamos as dificuldades do momento.

Deus nos abençoe a todos e nos livre de todos os males.

Guarapuava, 19 de março de 2020

MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA

A nota do bispado foi emitida dois dia depois de o prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho, em entrevista coletiva, apresentar as normas preventivas e de segurança, frente a pandemia pela qual passa a população brasileira.

O chefe do executivo municipal estabeleceu a série de medidas através do decreto nº 7815, com vista na preservação e cuidado para com saúde pública. Segundo Cesar Filho, as decisões são preventivas e consideram o cuidado com a situação epidemiológica do município.

“Tudo o que estamos fazendo é para minimizar a velocidade de propagação do vírus. É o momento de termos serenidade, compaixão, consciência coletiva, responsabilidade e bom senso. Não podemos minimizar a situação, precisamos compreender a gravidade do momento e seguir todas as medidas simples e úteis recomendadas pelas equipes de saúde”, pontou.

CONSCIENTIZAÇÃO

Dentre as ações da prefeitura, destacam-se a conscientização da comunidade com cartazes informativos sobre o que é o coronavírus, modo de transmissão, sintomas, recomendações e prevenção, higienização das mãos com água e sabão e uso correto do álcool em gel. Os materiais estão distribuídos no Paço Municipal, secretarias descentralizadas, rodoviária, capelas mortuárias, central de triagem, Procon e ônibus do transporte coletivo.

A secretária de administração do município, Denise Abreu Turco, que participou da coletiva de imprensa, informou que a Secretaria de Saúde de Guarapuava mantém atualizadas as informações sobre a pandemia e monitora todos os casos suspeitos da doença. “Disponibilizamos uma página especial no site da prefeitura com um informe sobre o coronavírus e orientações da equipe da Secretaria de Saúde, que é atualizado regularmente”, explicou.

Em Guarapuava, até o momento, um caso suspeito de coronavírus foi descartado e outro segue em investigação. Nenhuma confirmação da doença foi registrada pela Sesa (Secretaria de Estado de Saúde) na cidade. “A melhor medida no momento é a prevenção. Peço que as famílias criem cuidados adicionais, que as pessoas evitem aglomerações e deslocamentos desnecessários. Estou certo de que posso contar com a colaboração de todos os guarapuavanos e que sairemos desse momento ainda mais fortes”, recomendou o prefeito.

Confira, abaixo, quais são as medidas adotadas e como fica o funcionamento do serviço público municipal em Guarapuava:

EVENTOS

– Suspensos os eventos públicos ou particulares de qualquer natureza, com público superior a 50 pessoas, a partir desta quarta-feira, 18 de março, para estabelecimentos privados, comerciais já licenciados, cinemas, museus, teatros, bibliotecas e centros culturais;

– Proibidas as concessões de licenças ou alvarás para eventos privados, com público superior a 50 pessoas, também a partir do dia18 de março;

– Suspensão de licenças já concedidas para eventos programados a partir da data já mencionada. Em situações em que não for possível cancelar ou adiar, os eventos já autorizados devem ocorrer com portões fechados, sem participação do público.

FUNCIONAMENTO DO PAÇO

– Entrada para atendimento ao público limitada a 50 pessoas simultaneamente, com distribuição de senhas;

– Guichês do Paço apenas com atendimento para serviços essencialmente presenciais. Serviços disponíveis online, no site da Prefeitura, (tais como emissão 2ª via do IPTU, emissão de taxas, solicitação de alvarás, retirada de guias de recolhimento de dívidas tributárias vencidas ou a vencer, consulta de protocolos, certidão negativa de débitos, junta militar e ouvidoria) estão suspensos nos guichês;

– Suspensão, a partir Do dia 18 de março, do uso de férias e licenças de servidores das Secretarias de Saúde, Assistência Desenvolvimento Social, Procon, Defesa Civil e Guarda Patrimonial; viagens de servidores municipais a serviço da administração, até próxima deliberação, a participação de cursos e eventos com exceção aos relacionados a qualificação de combate ao coronavírus;

– Torna obrigatório o trabalho remoto (em casa) aos servidores públicos acima de 60 anos com doença crônica comprovada, imunossuprimidos devidamente comprovado independentemente da idade, portadores de doença crônicas respiratórias, gestantes e lactantes;

– Demais serviços públicos estão mantidos.

COMITÊ DE URGÊNCIA DO CORONAVÍRUS – DECRETO SAÚDE




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar