21/02/2017 08:17:00 - Regional

Cantagalo: Quatro pessoas são condenadas por desvio de verbas de diárias na Câmara Municipal

Um esquema de desvio de verbas públicas por meio do pagamento de diárias a vereadores e servidores da Câmara Municipal de Cantagalo, teve na última semana sua primeira condenação, na esfera criminal.



 

Um esquema de desvio de verbas públicas por meio do pagamento de diárias a vereadores e servidores da Câmara Municipal de Cantagalo,  teve na última semana sua primeira condenação, na esfera criminal. Dois vereadores (um deles ex-presidente da Câmara Municipal, gestão 2012-2016) e dois ex-funcionários (ex-assessor de imprensa e ex-diretor-geral da Casa Legislativa, atuantes no mesmo período) foram condenados por peculato e falsidade ideológica.

A decisão, proferida pelo Juízo da Comarca no dia 17 de fevereiro, atende ação penal proposta em abril do ano passado pelo Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Cantagalo. Dois dos réus (um vereador e um funcionário) foram condenados a 12 anos de prisão e os outros dois a sete anos, por terem firmado acordo de delação premiada e colaborado no processo.

O esquema foi descoberto dentro da operação Cosa Nostra, deflagrada a partir de um inquérito civil iniciado pelo MP-PR em março de 2015. Foi apurado pela Promotoria de Justiça de Cantagalo o desvio de R$ 335.656,00 em diárias pagas indevidamente pelos envolvidos no esquema – seriam 12 pessoas. Há outras quatro ações penais em trâmite pelos mesmos fatos e uma ação de improbidade administrativa.

Confira abaixo os links para matérias anteriores sobre o caso.

18/05/16 - CANTAGALO - Justiça atende pedido do MP-PR e bloqueia bens de quatro réus da Operação Cosa Nostra

28/04/16 - OPERAÇÃO COSA NOSTRA - Decretada prisão de investigados por desvio de verbas em Cantagalo

11/12/15 - OPERAÇÃO COSA NOSTRA - MP-PR investiga família suspeita de liderar organização criminosa envolvida em licitação de serviços contábeis 

 

MPPR