17/02/2017 10:58:00 - Música

Padre Fábio tira Deus do esconderijo em CD em que canta Frejat e samba



Padre Fábio de Melo tira Deus do esconderijo do verso no álbum que está gravando no estúdio Cia. dos Técnicos, em Copacabana, bairro da cidade do Rio de Janeiro (RJ), com produção de José Milton. Gravado neste mês de fevereiro de 2017, o disco se chama Clareou, nome do samba de Serginho Meriti e Rodrigo Leite. Lançado por Paula Lima em 2013, mas popularizado nas vozes de Diogo Nogueira e Xande de Pilares em gravações posteriores, o samba que exalta Deus vai abrir o álbum em que o padre cantor e compositor busca comunicação mais imediata com a legião de fiéis fãs. "Clareou é um disco mais simples do ponto de vista melódico, das letras. É um disco com mais perguntas. Eu optei por gravar um repertório palatável que tivesse em sintonia com o meu discurso de hoje", adianta Fábio de Melo.

Gravado no ano em que o artista e religioso de origem mineira festeja 20 anos de carreira fonográfica, iniciada em 1997 com a edição do CD De Deus, um cantador, o álbum Clareou marca o reencontro de Fábio de Melo com o produtor José Milton, piloto do último elogiado disco de estúdio do padre, Deus no esconderijo do verso (2015), lançado há dois anos com repertório formatado dentro do universo da MPB. "Eu me encontrei com o Zé Milton. A minha música é naturalmente brasileira. Sou brasileiro e gosto de cantar música popular brasileira", ressalta Fábio.

Em Clareou, Fábio de Melo também canta música pop brasileira. Neste 20º álbum (o 15º gravado em estúdio), o cantor e compositor optou também por diminuir a dose de músicas autorais para poder dar voz a mais criações alheias. São somente três canções de Fábio – Claro, Proteção e Regras da vida.

Com Clareou, padre Fábio de Melo reitera a confiança em Deus para reunir o fragmentado mundo. "Pode a dor uma noite durar / Mas um novo dia sempre vai raiar", sentencia o cantor através de versos esperançosos de Clareou, samba que batiza, abre e sintetiza o disco com o qual põe fé na simplicidade de versos e de melodias para mostrar Deus fora do esconderijo.

(Fonte: G1)