17/02/2017 10:15:00 - Religião

Paróquia Nossa Senhora de Fátima acolhe sétima edição da MDJ 2018 – 2019

Segundo a organização do evento, a expectativa é grande em relação ao desenvolvimento dos projetos. A Missão Diocesana Juvenil é realizada no início do mês de janeiro.



Em janeiro de 2018, a paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Guarapuava, acolhe a sétima edição da Missão Diocesana Juvenil (MDJ). Os trabalhos missionários de visita aos moradores da paróquia são desenvolvidos na primeira semana de janeiro, período de férias estudantis e duram dois anos.  A sexta edição do evento foi realizada na paróquia Santo Antônio de Pádua, em Rio Bonito do Iguaçu nos anos de 2016 e 2017.

O intuito dos trabalhos missionários é envolver toda a comunidade em prol da renovação dos compromissos cristãos e humanos. A ideia, conforme a Pastoral Juvenil; é promover discussões e desenvolver projetos que beneficiem a comunidade que recebe a missão em seus vários setores. Também de acordo com a Pastoral, há um crescimento expressivo para os jovens missionários com base na convivência e percepção de valores humanos.

“A cada edição dos trabalhos, há um grande aumento no número de jovens querendo participar. Isto nos alegra, mas também nos aponta que precisamos ter responsabilidades e compromissos firmes em relação às tarefas”, contou Felipe Geraldo Madureira, coordenador da Pastoral Juvenil na diocese de Guarapuava.

Para o administrador da paróquia Nossa Senhora de Fátima, padre Carlos Oliveira Egler, acolher a MDJ na comunidade é sinônimo de grande satisfação, pois conforme grifa, é uma oportunidade única para se praticar a evangelização e promover a partilha junto às pessoas. “A MDJ é uma proposta evangelizadora que envolve a juventude, família e a comunidade. São doze anos de missão em nossa diocese e já podemos contabilizar, com alegria, seus resultados positivos. Toda missão injeta novo ânimo nas comunidades que, desde os encontros de preparação para os trabalhos, vive intensamente a partilha, a solidariedade e a perseverança”, evidenciou o sacerdote.

De acordo com a coordenação da MDJ na paróquia, há uma grande expetativa por parte dos integrantes das Pastorais e Movimentos em relação ao início dos trabalhos de preparação.

O evento será oficializado após a Assembleia Diocesana da Missão que será realizada em março. Jovens da Matriz e das quinze comunidades que pertencem à paróquia se reunirão, a partir de então, para discutir o projeto e traçar as diretrizes que nortearão os trabalhos.

Diopuava