ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Canil da Polícia Militar do Paraná forma primeira mulher cinotécnica no Paraná

A soldado Angélica Aparecida Chuede é a primeira mulher a fazer parte da COC, Companhia de Operações com Cães do Bope.

08/07/2019

A soldado Angélica Aparecida Chuede é a primeira mulher a fazer parte da COC, Companhia de Operações com Cães do Bope, o Batalhão de Operações Especiais, em 47 anos de criação da subunidade. Ela se formou no Curso de Cinotecnia, o qual realizou todas as etapas com o próprio cão Hunter, um pastor-holandês de um ano de idade. Chuede cursou Medicina Veterinária na Universidade Estadual de Londrina e chegou a trabalhar na área, mas deixou a profissão após passar no concurso da PM e ser convocada. Depois da etapa de formação, em 2015, foi trabalhar em União da Vitória pelo 27º Batalhão. Mais tarde, surgiu o desejo de buscar algo a mais, desta vez ingressando no Bope. Foram 35 dias de estágio em todas as subunidades do Bope, e somente na COC foram mais 60 dias, com atuação voltada exclusivamente à cinotecnia.

O emprego do cão no serviço policial se estabeleceu há séculos e, em muitas situações, é decisivo para que drogas, armas e outros materiais ilegais sejam encontrados. As capacidades naturais do cão em detectar substâncias e objetos desafia a capacidade do ser humano em camuflar objetos e despistar os policiais militares durante abordagens e revistas. O combate ao tráfico de drogas é a área em que os cães da Polícia Militar mais se destacam diante do grande volume de drogas apreendidas. Mas para que o cão tenha plena capacidade de aplicação policial, há um rigoroso adestramento que se inicia desde o nascimento.

Depois, inicia-se a fase de adestramento com o cinotécnico, um policial militar especializado em ações com cães. Durante o treinamento é que se descobre qual a aptidão para desempenhar missões específicas, e a partir daí a formação é moldada de acordo com a especificidade. A doutrina cinotécnica da COC é difundida entre os canis setoriais das demais unidades operacionais da PM. Unidades especializadas como o Batalhão de Polícia de Fronteira e o de Polícia Rodoviária também possuem cães que são usados no combate ao narcotráfico, contrabando entre outros.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar