ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Advogada Mirian Caldas explica "Pensão por Morte" e as novas possíveis regras

A entrevista foi no programa Culturando, na manhã desta quarta-feira (21), na Cultura FM.

21/08/2019

Quando perdemos alguém querido, muitos são os sentimentos conturbados que vivemos. Além da dor do luto, ainda é preciso lidar com uma série de burocracias e documentações — itens que nem sempre são simples e que podem deixar muitas pessoas com dúvidas. 
Se a pessoa que morreu tinha filhos ou cônjuges que dependiam dele financeiramente, outra dúvida que pode surgir é em relação à pensão por morte. Entender quem tem direito a esse benefício e de que forma solicitá-lo é extremamente importante para manter o bem-estar financeiro da família. 

“Aprendam a fazer o bem, busquem o direito, socorram o oprimido, façam justiça ao órfão, defendam a causa da viúva.”  Foram muitos os deputados, favoráveis e contrários à reforma da Previdência, que recorreram à citação do Livro de Isaías para defender regras menos rígidas na concessão de pensões por morte ao votar em 11 de julho deste ano destaques ao texto principal, aprovado na véspera em primeiro turno na Câmara. 

Nesta quarta-feira (21), a advogada especialista previdenciária, Dra Mirian Caldas, conversou com a jornalista Céci Maciel, no programa Culturando, sobre as regras da "Pensão por Morte", as possíveis mudanças com a reforma da previdência e respondeu as perguntas dos ouvintes.

(Para ouvir, clique no player).

Galeria de Fotos

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar