ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Surto de diarreia já atingiu mais de 700 pessoas em Pinhão

Equipes de saúde estão orientando pessoas com sintomas e nesta sexta-feira surgimento de novos casos já é menor. Ainda não se sabe o que causou o surto.

22/05/2020

Ouça a matéria no player.

Equipes de saúde em Pinhão continuam trabalhando para atender a população vítima de um surto de diarreia no município. Até esta sexta-feira (22) mais de 700 pessoas já haviam relatado aos profissionais de saúde estarem com os sintomas. Ainda não foi identificado o motivo do surto, ainda que a suspeita principal seja de contaminação da água. A Sanepar alega que as amostras coletadas e analisadas estão dentro dos padrões.

“Desde segunda-feira (18) foram coletadas amostras de água, amostras em pacientes, para realização de exames. Ainda não temos uma resposta, mas assim que tivermos eles serão divulgados”, explicou Muriel Boeira da Silva, enfermeira e coordenadora do serviço de atenção primária em Pinhão.

Na manhã desta sexta-feira (22) a avaliação dos dados que chegavam à Secretaria indicava uma tendência de diminuição no surgimento de casos. Mas, é preciso aguardar para saber se ela se confirma nos próximo dias.

Os primeiros casos começaram no domingo (17), com muita gente buscando farmácias para comprar remédios para conter os sintomas. Desde então a evolução dos casos foi muito rápida. Há relatos de famílias inteiras debilitadas, com sintomas de vômito e diarreia.

“Estávamos com muita dificuldade em coletar informações dos pacientes, então disponibilizamos um número e criamos um grupo de Whats App e por esses meios enfermeiros e técnicos de enfermagem dão orientação e pedem informações aos pacientes”, explicou.

A orientação para quem tem sintomas como diarreia, vômito, dor abdominal, cefaleia é primeiro ligar para receber orientações. As autoridades querem evitar uma corrida aos serviços de saúde, o que pode gerar aglomeração. O telefone é 42 984030800.

Idosos e crianças com menos de dois anos exigem atenção maior, pois correm risco de desidratação mais rápido. Por isso, é imprescindível fazer contato e buscar orientação.

O atendimento de urgência e emergência pelo SUS em Pinhão é feito no Posto de Saúde Central das 7h às 17h. Fora desse horário o atendimento ocorre no Hospital Santa Cruz. Nos dois locais os relatos são de muita procura por atendimento.

“Está chegando bastantes demanada de pacientes com diarreia, dor de cabeça, vômito, desde domingo a procura aumentou”, relatou a enfermeira Cassiane Aparecida Paintner, responsável técnica do Hospital Santa Cruz.

Segundo ela 3 pessoas precisam de internamento. “Os demais orientamos a como se recuperar em casa, com soro e medicação”, explica.

Mesmo sem saber o que está causando o surto, uma coisa é certa: uma pessoa pode passa para outra. Por isso, algumas orientações dos profissionais de saúde são simples e devem ser seguidas à risca para evitar proliferação:

- lavar bem as mãos usando sabonete ou sabão após usar o banheiro;

- higienizar bem alimentos antes do preparo;

- desinfetar o vaso usado por pessoas que estão com diarreia e vômito;

- evitar uso de itens compartilhados sem higienização.

Outra dica que vale para todos é ferver a água antes de ingerir. Ainda que não se saiba o que está causando o surto, a única suspeita neste momento é que a causa seja a contaminação da água.

A automedicação sem ajuda de profissionais também é um problema e pode gerar consequências.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar