ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Brasil atinge 13.149 mortes pela Covid-19

Paraná tem 1.996 casos confirmados da doença em pessoas residentes no Estado. Morte por Covid que constava em Guarapuava foi retirada ontem do boletim oficial da Secretaria Municipal de Saúde.

14/05/2020

O Brasil teve 749 novas mortes registradas de terça para quarta-feira e chegou a 13.149. O balanço diário foi divulgado no início da noite de ontem (13) pelo Ministério da Saúde.

Já os novos casos confirmaram foram 11.385, totalizando 188.974. O resultado marcou um acréscimo de 6,4% em relação a terça, quando o número de pessoas infectadas estava em 177.589.

Paraná tem 1.996 casos confirmados da doença em pessoas residentes no Estado. 117 pessoas faleceram. Criança de seis anos é uma das vítimas fatais.

Os dados da Covid-19 em Guarapuava e região seguem estáveis. Não há novos casos nas últimas 24 horas. No município de Guarapuava 16 pessoas tiveram confirmação da doença, e dessas nove estão curadas. Duas delas se curaram de terça para quarta-feira. 

Nenhum óbito por covid -19 foi registrada na cidade de Guarapuava e região. A prefeitura de Guarapuava durante 20 dias manteve em boletim diário da Secretaria de Saúde a informação de uma morte pela doença.

Ontem o Secretário de Saúde Celso Góes informou em live sobre a exclusão do registro da morte do boletim, e a prefeitura emitiu uma nota oficial sobre a retirada:

A Prefeitura de Guarapuava, através de nota oficial, responde aos principais questionamentos dos guarapuavanos sobre o óbito por Covid-19, que estava no Boletim Oficial. Confira abaixo:

Por que a Secretaria de Estado de Saúde não reconhece o caso como morte Covid?

Foram realizados três testes no paciente. Dois em Guarapuava que atestaram POSITIVO para Covid, e um exame foi para o Lacen, e teve NEGATIVO como resultado.

Como isso é possível? Testes darem resultados diferentes?

Existem diferentes tipos de teste: O PCR e o teste rápido. O PRC analisa amostras das mucosas para determinar a presença do vírus, já o teste rápido identifica os anticorpos (não o vírus) no sangue. O método e o período propício para análise são diferentes em ambos os testes. No paciente do óbito, o teste rápido atestou positivo e o PCR negativo. Esse não foi o primeiro caso de resultados diferentes entre tipos de exames distintos de Coronavírus no mundo todo. As definições de casos positivos constantemente estão mudando, através de portarias do Ministério da Saúde, conforme a evolução da pandemia no cenário nacional e a Secretaria Municipal de Saúde cumpre estritamente as regras estabelecidas pelas esferas superiores.

Por que a Prefeitura divulgou o óbito por Covid-19?

A Prefeitura conta com apoio técnico de uma comissão formada por médicos, representantes da Secretaria de Saúde, Hospital São Vicente, Instituto Virmond, Universidades, Samu, dentre outros profissionais. Todos eles recomendaram que o óbito fosse considerado POSITIVO para Covid-19, justamente porque há divergências entre os exames e, nesse momento, é melhor cumprir as determinações técnicas para isolamento social de familiares e medidas de cuidado pós-morte.

Por que o óbito será retirado do Boletim oficial?

Porque a Prefeitura responde a uma hierarquia em que a Secretaria de Estado de Saúde recomendou a utilização do exame PCR (feito pelo Lacen) como referência para os casos de Covid-19 no Estado do Paraná.

A Prefeitura de Guarapuava ganha apoio financeiro com a morte?

Não, não há compensação financeira por mortes de Covid-19 para nenhum lugar do Brasil. O único objetivo na divulgação foi informar, de maneira transparente, o resultado do teste realizado na cidade e que tinha dado positivo.

 

Em Pinhão os dois confirmados com a doença já sararam. O mesmo ocorreu com o paciente de Inácio Martins, que pegou a doença, mas já está curado.

Na regional, segundo dados divulgados ontem, são 18 exames aguardando resultado em Curitiba. A região segue sem morte registrada na região.

Atualmente 70% dos leitos de UTI exclusivos do Covid estão ocupados. São 10 leitos e sete estão com pacientes. E dos 20 leitos de enfermaria, quatro estão ocupados. 

 

 

Com Agência Brasil, AEN e SCSPMG

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar