ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Padres idosos se reinventam, aderem às redes sociais e desbravam as novas tecnologias

Um levantamento da consultoria SeniorLab, publicado em 2018, mostra que nos últimos dois anos, nenhum grupo cresceu mais em número de perfis no Facebook do que o de idosos.

08/04/2020

Cada vez mais a chamada “terceira idade” está ativa e dominando as redes sociais. Neste tempo de pandemia de Coronavírus, o uso dessa tecnologia aumentou, pois a forma mais eficaz e protetora de estar com os pais idosos e avós é por meio da internet, já que eles são a população de maior vulnerabilidade à Covid-19.

No entanto, engana-se quem acredita que eles não têm muita intimidade com as redes. Muitos deles têm dado show na hora de lidar com a internet. Nesse contexto, até os sacerdotes mais idosos se renderam às redes sociais e passaram a fazer momentos de oração e de celebração através das lives.

Um deles ficou bem famoso na primeira semana de abril, ao fazer uma transmissão. Padre Luiz Cesar Moraes, de Itajubá, no Sul de Minas Gerais, foi celebrar a missa transmitindo pelo Facebook e, sem querer, acabou acionando o botão efeito de máscara. O vídeo viralizou na internet e teve 789 mil visualizações, 25 mil compartilhamentos e 28 mil comentários. Mesmo com a grande repercussão o padre manteve o vídeo salvo e pediu desculpas pelo erro.

“Desculpe os efeitos, adicionei sem ver, para iniciar a gravação. Deus quer também um pouco de alegria. A intenção foi mesmo de oração. Os efeitos foram sem intenção”, escreveu o padre na descrição do vídeo em sua página, que acabou com a sua oração sendo estampada por alguns efeitos como um chapéu e óculos escuros, uma corrente no pescoço e até um rosto de lobo.

Com 34 anos de sacerdócio, o padre levou a situação com naturalidade e em outro post fez um esclarecimento. “Hoje na transmissão do momento de Oração do Meio-dia, como sou amador no trato da filmagem, como faço sozinho e usando de meu celular para aproveitar melhor imagem, faço pela câmera de trás (não selfie) afixando o mesmo na minha cristaleira e então não vejo o que se filma. Ao acessar o início da transmissão, sem ver acessei o botão de efeito de máscaras e deu no que deu”, desculpou-se.

O sacerdote, no entanto, deixou claro que “em assunto de meu Ministério Sacerdotal, não brinco em serviço e muito menos faço brincadeiras. Mas Deus usa até de nossas falhas para dar seu recado, ficaram hilárias as caras, como Ele tira do brejo a flor do copo de leite, do meu erro ajudou a tornar risonha e hilária a vida de muita gente, rir faz bem, ainda mais neste tempo de apreensão que estamos vivendo. Peço que não me ridicularizem e nem usem estas imagens para difamar minha pessoa e ministério sacerdotal”, finalizou abençoando a todos.

Um levantamento da consultoria SeniorLab, publicado em 2018, mostra que nos últimos dois anos, nenhum grupo cresceu mais em número de perfis no Facebook do que o de idosos. Até agosto daquele ano, 7,4 milhões de pessoas com 60 anos ou mais estavam conectadas à rede social, o equivalente a um quarto do total de idosos brasileiros. Dados do Ministério da Saúde revelam que no Brasil pessoas acima dos 65 anos já representam 14,3% dos brasileiros, ou seja, 29,3 milhões de pessoas.

Nesse contexto, o mais importante disso tudo é que há idosos no Brasil e no mundo, leigos ou sacerdotes, que estão fazendo sucesso nas redes sociais por diferentes motivos. Até mesmo os padres mais velhos que tiveram de se reinventar para dar continuidade ao trabalho pastoral em suas comunidades. Alguns deles, ainda contam com o apoio da Pastoral da Comunicação da paróquia.

CNBB

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar