ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Unidades de Conservação fecham em razão do coronavírus

Parques estaduais como Vila Velha, Guartelá e do Monge, que possuem controle de visitação, ficarão fechados por tempo indeterminado. Medida atende decreto estadual referente à prevenção do coronavírus.

18/03/2020

O Instituto Água e Terra anuncia o fechamento, a partir dessa quarta-feira (18), das Unidades de Conservação, que possuem controle de visitação, por tempo indeterminado. A medida segue determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior, por meio do Decreto número 4230, para evitar aglomerações de pessoas como forma de prevenção ao coronavírus.

“Temos parques como o de Vila Velha, Guartelá e Monge que recebem mais de mil visitantes por fim de semana. É uma aglomeração muito grande e que deve ser evitada no momento”, ressalta o diretor de Patrimônio Natural do Instituto Água e Terra, Rafael Andreguetto.

O diretor ainda lembra que mesmo sendo locais abertos, os parques têm equipamentos de uso coletivo que podem facilitar a propagação do vírus.

São consideradas Unidades de Conservação com controle de visitação aquelas que têm fechamento de portão, com ou sem cobrança de entrada, como são casos dos parques estaduais de Vila Velha, Mata dos Godoy, Guartelá, do Monge, entre outros.

O Parque Estadual Ilha do Mel e Parque Estadual João Paulo ll são exemplos de locais que não possuem o controle de visitantes. “Nesses casos não podemos impedir a entrada das pessoas, mas orientamos que evitem frequentar esses locais no momento”, diz Andreguetto.

AGENDADOS – Os trabalhos publicitários, de imprensa e pesquisas científicas agendados não serão afetados e os profissionais poderão entrar nas unidades normalmente, conforme data e horário programados. Para eventuais dúvidas, a população poderá ligar no telefone (41) 3213-3700.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar