ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Sisppmug organiza assembleia para discutir perdas salariais do último ano

Hoje (27) na reunião os trabalhadores irão decidir como proceder após a confirmação pela prefeitura de que não haverá a recomposição na data prevista.

27/05/2019

Após uma reunião (foto) entre a Secretaria de Administração da prefeitura e representantes do Sisppmug (Sindicato dos servidores, funcionários públicos e professores municipais de Guarapuava) na última sexta-feira, dia 24, foi confirmado que não há maneiras, segundo a administração muniipal, de acertar as perdas salariais dos servidores públicos do município. A justificativa é de que o limite de gastos da prefeitura já está próximo do limite e que se a verba necessária para a recomposição salarial dos representados pelo Sisppmug for utilizada, o limite seria extrapolado, caracterizando crime de responsabilidade fiscal pela administração municipal.

 Durante a discussão, foi explicado pela secretária de Administração, Denise Turco, que o motivo dos gastos estarem perto do limite é a entrega de 10 novas creches, além de reformas e construções de novas unidades básicas de saúde e implantação de novos projetos, gerando centenas de contratações “(as contratações) geraram um investimento substancial em nossa folha de salários” explicou Denise. Estas informações estão disponíveis em nota no site da prefeitura.

O resultado desta reunião foi a assembleia marcada para as 18h de hoje, dia 27, que irá repassar aos trabalhadores as informações dadas pela Secretaria de Administração e discutir os próximos passos a serem dados pela categoria. A presidente do Sisppmug, Cristiane Wainer, volta a citar a dificuldade de comunicação com a prefeitura, dizendo que as justificativas dadas não condiziam com a situação “a alegação deles é de que eles não tinham todos os números fechados, o que a gente acha que não inviabiliza negociar, porque o próprio nome diz que é um processo de negociação, ele precisa ser construído com os trabalhadores” disse Cristiane.

Ouça a entrevista concedida pela presidente do Sisppmug

 A presidente reitera que a recomposição é direito constitucional do trabalhador e questiona a forma com que a Secretaria de Administração vem lidando com os gastos “a lei de responsabilidade fiscal coloca no seu artigo 22 a questão de ressalvar a composição salarial” explicou. Ela ainda ressalta que a expectativa é que os canais de comunicação continuem abertos e que a questão continue a ser discutida para que não resulte em paralisação dos servidores.

 

Texto: Pablo Henrique Aqsenen (estagiário) sob a supervisão do jornalista Jorge Teles

Galeria de Fotos

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar