ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Em meia hora empresa distribui mais de 1300 senhas para entrevista de emprego em Guarapuava

Interessados continuam a chegar. São 40 vagas no total.

13/05/2019

Às 8h30 da manhã já haviam sido distribuídas 1370 senhas para interessados em participar de um processo seletivo para 40 vagas de emprego em uma empresa de materiais de construção que vai se instalar em Guarapuava. Mas o número segue aumentando, já que as senhas continuarão sendo entregues durante todo o dia e também amanhã (14). As entrevistas estão sendo realizadas no Ginásio Municipal de Esportes Joaquim Prestes.

Os interessados recebem uma senha e aguardam para serem chamados pelo sistema de som. Inicialmente eles participam de uma breve entrevista. São oito funcionários da empresa de materiais de construção realizando as entrevistas em mesas colocadas na quadra do ginásio.

Os primeiros chegaram às 5 da manhã e se formou uma fila até os fundos do Parque de Exposição Lacerda Wernek para entrar no Joaquinzão. Outros, que chegavam por volta de 8h30, não enfrentavam filas para entrar no ginásio, mas se deparavam com a multidão nas arquibancadas.

Kauana Belo de Castro, de 21 anos, mãe de uma menina com um ano e sete meses, aguardava sentada para ser chamada. Ele já trabalhou em laminadora de madeira, salão de beleza e como babá. No entanto, nunca teve a carteira registrada.

“O Sine pega sua carteira, vê que não tem registrada nenhuma experiência. Você diz que está em busca do primeiro emprego, mas sem experiência você não consegue ser encaminhado para vaga. Se você não tem amigo pra te ajudar, você não consegue arrumar emprego”, reclama ela.

Darlan Felipe Rodrigues, com 26 anos, já trabalhou em atividades como construção de asfalto, prestador de serviços para Sanepar, dentre outras. “Tem sido difícil, porque estamos vivendo com pouco, as vezes aparece um serviço por dia, mas um registrado, que garanta a renda mensal não tem”, nos contou enquanto aguardava.

Alessandro Augusto Oliveira, de 23 anos, ainda está recebendo seguro desemprego. Restam duas parcelas, mas ele não quer esperar. “É muito desemprego, se for verdade o que estão falando, que serão 40 vagas, pra mil pessoas procurando, é loucura, né?”, disse. Ele tem uma filha e esposa.

Segundo dados do Ministério da Economia, Guarapuava tem atualmente menos postos formais de trabalho do que no ano de 2014. Atualmente são cerca de 37.600 carteiras assinadas no município. Em dezembro de 2014 eram 38.060 empregos formais. Os dados podem ser consultados no Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

Galeria de Fotos

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar