ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Confiança empresarial sobe 1,0 ponto e atinge melhor marca desde março de 2014

Todos os setores que integram o ICE tiveram aumento da confiança na margem pelo segundo mês consecutivo.

03/01/2019

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) teve um salto de 1,0 ponto em dezembro, chegando a 95,9 pontos. O resultado foi o maior desde março de 2014, quando o indicador atingiu 97,8.

Os dados são da Sondagens de Índices de Confiança Empresarial, e foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE), nesta quarta-feira (2).

O balanço revela ainda que o Índice de Situação Atual (ISA) subiu 1,1 ponto, para 91,2 - maior valor desde os 92,8 pontos registrados em junho de 2014. Já em relação o Índice de Expectativas (IE-E), o avanço foi de 0,2 ponto, indo agora para 101. Este é o segundo mês seguido em que o indicador ultrapassa 100 pontos.

De acordo com o superintendente de Estatísticas Públicas da FGV, Aloisio Campelo Jr., o índice de confiança empresarial está se aproximando de “níveis que retratam uma situação de normalidade.”

Ainda segundo o economista, uma melhora gradual do ambiente econômico e o efeito favorável das eleições sobre as expectativas, foram fatores que contribuíram para as constatações do balanço sobre a confiança dos empresários.

O estudo da FGV aponta ainda que, todos os setores que integram o ICE - indústria, serviços, comércio e construção - tiveram aumento da confiança na margem pelo segundo mês consecutivo. Porém, na métrica de média móveis trimestrais, a variação foi negativa apenas na indústria, com recuou de 0,4 ponto.

Para os resultados do Índice de Confiança Empresarial foram coletadas informações de 4.701 empresas dos quatro setores entre os dias 3 e 21 de dezembro.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar