ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

PM volta a fazer guarda externa na Cadeia Pública de Guarapuava

Comando acata decisão judicial que pede retorno do serviço.

04/12/2018

O comando do 16º Batalhão da Polícia Militar recuou e vai continuar realizando o policiamento na guarita da Cadeia Pública de Guarapuava. A decisão por retomar o policiamento externo veio depois que a Justiça entendeu que é papel da PM realizar este trabalho. Na última sexta-feira (30) foi suspenso o policiamento feito por um policial em uma guarita às segundas, quartas e sextas-feiras, das 14 às 16 horas, e aos sábados, das 9 ás 16 horas. Nestes períodos os presos estão em banho de sol ou recebendo visitas.

Depois da retirada do policial da guarita, uma viatura com dois policiais realiza, nos mesmos horários, o patrulhamento no lado externo. Com a decisão judicial a polícia retoma o serviço da guarita nos dias e horários de visita ou banho de sol.

O comandante di 16º BPM, tenente-coronel Prüsse, alegou que não cabe, legalmente, à Polícia Militar realizar o trabalho de segurança externa em carceragens temporárias (saiba mais aqui). Além disso, alegou baixo efetivo para realizar o serviço e condição de insegurança para os policiais.

No entanto, a juíza Liliane Graciele Breitwisser, da Vara de Execuções Penais e Corregedoria de Presídios, determinou a retomada do policiamento. Em decisão emitida na última sexta-feira (30) a juíza, pede “a imediata retomada do serviço de guarda e segurança externa da carceragem da 14ª SDP pela Polícia Militar local”. No entendimento da juíza a unidade pertence ao sistema penitenciário estadual e deve ser guarnecida pela PM.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar