ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Pinhão em preparação para a 67ª Festa do Divino Espírito Santo

Em média, 150 famílias acolhem as visitas dos foliões todos os anos. Os encontros são realizados durante a semana. Pelo menos sete casas por noite, recebem as visitas e as bênçãos sacerdotais.

27/04/2018

A paróquia Divino Espírito Santo, em Pinhão, já vive as celebrações da 67ª Festa do Padroeiro. Como em anos anteriores, os meses de abril e maio se tornam coloridos e de muitas alegrias em todas as comunidades do município. A devoção católica é aprofundada neste período, com a tradicional Folia do Divino.

Há música, dança e fogos de artifício quando os foliões, formando um grupo de cerca de trinta pessoas, chegam às casas, caracterizados com chapéu, capa vermelha e amarela com a estampa do Espírito Santo nas costas e fitas coloridas. Este é um momento que leva muitos participantes, principalmente os moradores que já estão à espera dos visitantes, às lágrimas, devido às fortes emoções provocadas pelo intenso momento de espiritualidade.

As bandeiras são levadas para dentro das casas e, nesta ocasião, o padre que acompanha o grupo, profere uma bênção à família.

Homens e mulheres de todas as idades, que fazem parte do grupo, usando diversos instrumentos musicais, entoam canções alegres e divertidas.

As visitas são realizadas durante a semana. Pelo menos sete casas por noite, recebem os foliões e as bênçãos sacerdotais.

Em média, cento e cinquenta famílias acolhem as visitas dos foliões do Divino Espírito Santo, todos os anos.

O lançamento oficial com a programação da Festa do Divino, em Pinhão, será  no dia 07 de abril, na missa das 19h, na matriz.

Para o pároco local, padre Valdecir Badzinski, este é um momento em que todos se unem e celebram o padroeiro, numa das mais bonitas manifestações religiosas da diocese de Guarapuava.

“Estamos focando bastante, na dimensão espiritual da festa, com a Folia do Divino e as novenas abordando temas variados e de interesse da comunidade. São pontos importantes neste período de celebração da festa do padroeiro. Estes são, tradicionalmente, os dois momentos fortes da Festa do Divino. Neste período que antecedem as comemorações, nos quase dois meses de preparação, todos vão se envolvendo em favor desta causa que é de unidade e de amor. Contamos com o apoio e a participação das cinquenta e sete comunidades de nossa paróquia, para juntos, viver este momento especial de Igreja viva, na unidade cristã”, grifou padre Valdecir.

PROGAMAÇÃO

De 01 a 09 de junho, haverá a novena de preparação para 67ª Festa do Divino, que será no dia 10, do mesmo mês. As celebrações abordarão diversos temas e serão na matriz, às 19 horas. A cada dia, um padre da diocese presidirá a missa.

Depois das celebrações, haverá barraquinhas, além de diversas atrações artísticas e praça de alimentação no salão paroquial. Grupos regionais, como os Manos e Os Tropeiros do Sul, animarão as festividades na paróquia.

No dia 10, as comemorações começam bem cedo, às 06h, com a alvorada festiva e uma bateria de fogos de artifício em honra ao padroeiro.

Às 10h, será celebrada a missa solene. Ao meio dia, haverá almoço. À tarde, o cantor gaúcho, Paulinho Mocelin fará um show gratuito aos participantes.

Também haverá show de prêmios, vendas de doces e salgados nas barraquinhas, e brincadeiras variadas no decorrer do dia.

Conforme os organizadores, todos são convidados a participar do encontro que é um marco na história da cidade e, principalmente, na da paróquia Divino Espírito Santo.

Seguindo as instruções do Regional Sul 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e também da diocese de Guarapuava, através de documento assinado pela maioria dos párocos e administradores paroquiais, fica proibida a comercialização de bebidas alcoólicas em todos os eventos da Igreja.

 

Diopuava

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar