ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Calendário da Unicentro poderá ser suspenso por falta de professores

Governo do Estado não autoriza a contratação de professores colaboradores. Decisão de suspender o calendário se situação persistir foi tomada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão.

13/03/2018

Se o Governo do Paraná não autorizar a contratação dos professores colaboradores ainda essa semana, o calendário acadêmico da Unicentro será suspenso dia 19 de março. A decisão foi tomada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, em reunião realizada na última sexta-feira (9).

O Governo do Estado conhece essa demanda desde novembro de 2017. O próprio governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), já esteve reunido esse ano com os reitores da universidades estaduais, mas até o momento o decreto que autoriza a contratação dos professores pelo regime Cres (colaboradores) ainda não foi publicado.

Cada universidade (são sete estaduais no Paraná) informou ao governo o número de horas/aulas que necessitava para completar a carga horária total das instituições. A contratação pode ser feita somente se o governo publicar o decreto.

A reportagem da Cultura já noticiou esse fato aqui e aqui.

Veja a nota da Reitoria sobre o assunto:

À Comunidade Acadêmica da Unicentro.

A Reitoria da Unicentro informa à comunidade acadêmica da instituição que o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Universidade deliberou, em reunião realizada na sexta-feira (09/03), que, caso o Governo do Paraná não autorize ainda nesta semana a contratação dos professores temporários pelo Regime CRES, o Calendário Acadêmico será suspenso a partir do dia 19 de março, com intuito de evitar ainda mais prejuízos à comunidade acadêmica da Universidade.

A medida foi tomada após intensa discussão no Cepe, principalmente, sobre os problemas ocasionados pela falta dos professores temporários em salas de aula. A administração da Unicentro, desde o final do ano passado, tem realizado um trabalho incessante, objetivando a autorização do Governo do Paraná para as contratações e, assim, evitar transtornos pedagógicos aos cursos da instituição e aos docentes, que têm suas vidas profissionais e a sustentação financeira de suas famílias vinculadas a este contrato de trabalho com a Universidade.

A Universidade necessita de cerca de 10.000 horas para atividades dos professores temporários, porém, ainda faltam ser contratadas 3.260 horas, contabilizando 104 docentes que aguardam a autorização do Governo do Paraná, atingindo todos os departamentos pedagógicos da Unicentro.

A Reitoria da Unicentro segue realizando todos os esforços, junto ao Governo, para regularizar ainda essa semana a contratação dos docentes temporários.

Atenciosamente,

Aldo Nelson Bona e Osmar Ambrósio de Souza.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar