ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

No STF, Gilmar Mendes decidirá sobre júri de Carli Filho

Ministro do Supremo Tribunal Federal vai decidir sobre pedido liminar da defesa para suspender transferir local do júri popular.

22/02/2018

A defesa de Luiz Fernando Ribas Carli Filho fez um novo pedido na tentativa de suspender o júri popular marcado para próxima semana (dias 27 e 28 de fevereiro) e transferi-lo para outra cidade. O Habeas Corpus foi feito para o STF (Supremo Tribunal Federal) e a decisão sobre o pedido liminar da defesa caberá ao ministro Gilmar Mendes. Ele pode decidir a qualquer momento.

Pedidos semelhantes já foram feitos no Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJ-PR) e no Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas foram negados.

Os argumentos da defesa se repetem, alegando que o júri popular não deveria ocorrer em Curitiba, pois “há fundadas dúvidas sobre a imparcialidade dos jurados e indicativos concretos de comoção social e intranquilidade local”.

Ainda conforme trecho do pedido feito pela defesa de Carli Filho, “a campanha negativa contra o paciente [Carli Filho] foi tão vitoriosa que a senhora Christiane Yared foi a deputada federal mais votada do Estado do Paraná em 2014”.

Christiane Yared (PR-PR) é mãe de um dos mortos no acidente de carro que teria sido provocado por Carli Filho – réu por duplo homicídio com dolo eventual (quando se assume o risco de matar).

 

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar