ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Faleceu, neste sábado, Dom Remídio Bohn

Dom Remídio Bohn era Bispo de Cachoeira do Sul, no Rio Grande do Sul. Ele faleceu na tarde de hoje, em Porto Alegre.

06/01/2018

O bispo Dom Remídio Bohn, da Diocese de Cachoeira do Sul, faleceu neste sábado (6) após enfrentar um tumor no pâncreas e passar por tratamento onde ficou internado no Hospital São Francisco, do Complexo Santa Casa de Misericórdia, em Porto Alegre. O óbito ocorreu no fim da tarde.  “Quero agradecer a Deus por essas preocupações e contar sempre com as orações de vocês”, declarou o bispo em uma mensagem gravada ainda em julho de 2017.

Dom Remídio Bohn chegou a passar por sessões de quimioterapia. Durante o período de afastamento, o bispo emérito Dom Irineu Wilges - que em 2012 se afastou as atividades da Igreja Católica, quando o atual bispo foi ordenado pelo então papa Bento XVI - assumiu a Diocese de Cachoeira do Sul.

O corpo do bispo Dom Remídio Bohn será velado inicialmente para Feliz (Vale do Caí), sua cidade natal. Depois, será trazido para Cachoeira do Sul. A expectativa é que a chegada seja por volta das 15 horas deste domingo (7). O velório será na Catedral Nossa Senhora da Conceição. Pela primeira vez, um túmulo especial - uma cripta - será feito para o sepultamento de um bispo na própria catedral. 

Trajetória

Nasceu no município de Feliz no dia 21 de maio de 1950 e fez seus estudos primários na escola paroquial no distrito de São Roque, em Feliz; o curso ginasial e colegial no Seminário São José, em Gravataí. Cursou filosofia no Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição em Viamão e os estudos de teologia, na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Foi ordenado sacerdote em Feliz, no dia 29 de novembro de 1975.

De 1976 a 1977, foi assistente dos seminaristas no Seminário São João Maria Vianney, em Bom Princípio; de 1978 a 1980, foi professor no Seminário Menor São José, em Gravataí; em 1980 e 1981 foi Pároco na paróquia São Pedro de Poço das Antas; de 1982 a 1986, assistente dos seminaristas e depois reitor no Seminário Menor São João Maria Vianney, em Bom Princípio; de 1986 a 1992, diretor espiritual e assistente dos seminaristas no Seminário Maior de Viamão; de 1987 a 1988; pároco da Paróquia Santo Antônio, em Canoas; de 1993 a 1995; pároco da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Porto Alegre; de 1996 a 2006, pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rosário em Porto Alegre. Foi coordenador de pastoral do Vicariato de Porto Alegre, de 2002 a 2004; atuou também como Penitenciário da Arquidiocese, assistente espiritual dos Diáconos Permanentes, diretor da Sociedade Fraterno Auxílio e representante dos presbíteros. Em 1988, participou em Medellín, na Colômbia, do curso de especialização em Teologia Pastoral no ITEPAL, organizado pelo CELAM

Foi nomeado Bispo Auxiliar de Porto Alegre, aos 18 de janeiro de 2006, pelo Papa Bento XVI, com o título de “UCHI MAIUS” (Cidade de origem numida, 120 km da Tunísia). Foi ordenado bispo na Catedral Metropolitana de Porto Alegre, aos 17 de março de 2006. Desde 18 de janeiro de 2006, atuou como vigário episcopal do Vicariato de Porto Alegre, até 2010.
No dia 20 de abril de 2011 foi empossado por Dom Dadeus Grings como vigário episcopal do Vicariato de Guaíba, na sede do vicariato, a Paróquia Nossa Senhora do Livramento. Uma das missões de Dom Remídio foi preparar aquela porção da Arquidiocese de Porto Alegre para no futuro ser uma nova diocese.

Durante a 49ª Assembleia dos Bispos do Brasil em Aparecida do Norte, no dia 10 de maio de 2011, foi eleito secretário do Regional Sul-3 da CNBB.

No dia 28 de dezembro de 2011 o Papa Bento XVI o nomeou bispo da Diocese de Cachoeira do Sul.

No dia 26 de fevereiro de 2012 toma posse, na Catedral Diocesana, em Cerimônia presidida pelo Arcebispo Dom Hélio Adelar Rubert.

Fonte: Jornal O Correio - Cachoeira do Sul.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar