ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook twitter youtube

Pastorinhos de Fátima são canonizados nesta sexta (12)

Será em Portugal por milagre em menino paranaense.

12/05/2017

Milhões de fiés e peregrinhos já chegaram à cidade de Fátima, em Portugal, onde acontece a cerimônia de canonização dos pastorinhos Jacinta e Francisco Marto, no centenário das aparições de Fátima. Papa Francisco também segue para o local para presidir a cerimônia. O  milagre atribuído aos pastorinhos é de uma criança de Juranda, no centro-oeste do Paraná. Lucas Baptista, que caiu em 2013 de uma altura de 6,5 metros, quando tinha apenas cinco anos de idade. Os médicos o diagnosticaram com traumas severos no cérebro e perda de massa encefálica, com poucas chances de vida. Os pais da criança, João Baptista e Lucila Yurie, rezaram aos pastorinhos de Fátima e, seis dias depois, Lucas se recuperou.

Os irmãos Jacinta e Francisco são dois dos três pastorinhos que relatam terem recebido as imagens da Virgem ao longo do ano 1917. As crianças morreram no surto de gripe espanhola logo após suas visões, com 9 e 10 anos de idade. A prima deles, Lucía dos Santos, que também presenciou as aparições, passou a vida em um convento e morreu em 2005, aos 97 anos.

A Igreja Católica reconheceu logo em 1930 como sobrenaturais as aparições em Fátima e Lucía relatou em vários livros suas memórias e fenômenos vividos na infância. A primeira aparição ocorreu em 13 de maio de 1917, enquanto as crianças brincavam na Cova da Iria e viram um forte clarão. Em seguida, uma imagem de uma mulher vestida de branco apareceu para eles.

O milagre da cura de Lucas foi reconhecido em 23 de março de 2017 e o Para Francisco anunciou a cerimônia de canonização em 20 de abril. Os beatos serão os mais jovens santos não-mártires da Igreja Católica, segundo a página do Santuário.

Leia o relato do pai de Lucas:

"Boa tarde a todos

Meu nome é João Batista. Esta é a minha esposa, Lucila Yurie. Estamos aqui para dividir as informações sobre o caso do Lucas.

No dia 3 de março de 2013, por volta das 20.00 horas, o nosso filho Lucas, que estava brincando com a sua irmãzinha Eduarda, caiu de uma janela, de uma altura de aproximadamente 6.50 metros. Na época, ele tinha 5 anos.

Bateu com a cabeça no chão e fez um traumatismo craniano grave, com perda de tecido cerebral no lóbulo frontal esquerdo.

Foi assistido na nossa cidade, em Juranda, e dada a gravidade do seu quadro clínico, ele foi transferido para o hospital de Campo Mourão, no Paraná.

O percurso demorou por volta de uma hora.

Chegou em coma muito grave. Teve duas paragens cardíacas enquanto era anestesiado para a cirurgia e foi operado de urgência. Os médicos diziam que ele tinha poucas probabilidades de sobreviver.

Começamos a rezar a Jesus e a Nossa Senhora de Fátima, a quem temos muita devoção. No dia seguinte ligamos para o Carmelo de Campo Mourão, pedindo que as irmãs rezassem pelo Lucas. A irmã que recebeu o telefonema, ela não passou o recado porque ela sentiu que o Lucas não ia aguentar. Então ela fez apenas uma oração para confortar a gente.

Os dias passavam e o Lucas estava piorando. O quadro dele não evoluía. No dia 6 de março os médicos pensaram na transferência para um hospital maior, uma vez que nem havia os cuidados necessários para a sua idade. Disseram-nos que as possibilidades de o menino sobreviver eram baixas e que se sobrevivesse teria uma recuperação muito demorada, ficando certamente com graves deficiências cognitivas ou mesmo em estado vegetativo.

No dia 7 voltamos a ligar para o Carmelo. Nesse dia, a irmã transmitiu o recado à comunidade. Uma irmã correu para as relíquias dos Beatos Francisco e Jacinta, que estavam junto do Sacrário, e sentiu esse impulso no coração. E disse: “Pastorinhos, salvem esse menino, que é uma criança como vocês”. Conseguiu convencer toda a comunidade do Carmelo a rezar com ela apenas a intercessão dos Pastorinhos.

Assim fizeram. Da mesma forma como todos nós, na família, começamos a rezar aos Pastorinhos e, dois dias depois, no dia 9 de março o Lucas foi desentubado e acordou bem, lúcido, e começou a falar, perguntado pela sua irmãzinha. No dia 11 de março saiu da UTI e dia 15 ele teve alta.

Está completamente bem, sem nenhum sintoma ou sequela. O que o Lucas era antes do acidente ele o é agora: sua inteligência, seu caráter, é tudo igual.

Os médicos, incluindo alguns não crentes, disseram não ter explicação para essa recuperação.

Eu queria aqui agradecer aos profissionais de saúde que acompanharam o caso do Lucas, bem como à Postulação de Francisco e Jacinta Marto, na pessoa da Irmã Ângela, por todo o cuidado que prestaram durante todo esse processo até à canonização.

Agradecemos também ao Santuário de Fátima, na pessoa do padre Carlos Cabecinhas. No entanto, não podemos deixar de agradecer a todos aqueles que rezaram pelo Lucas.

Damos graças a Deus pela cura do Lucas e sabemos com toda a fé do nosso coração, que foi obtido este milagre pelos Pastorinhos Francisco e Jacinta.

Sentimos uma imensa alegria por ser este o milagre que os levou à canonização, mas sobretudo sentimos a bênção da amizade dessas duas crianças, que ajudaram o nosso menino e agora ajudam a nossa família."

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar