ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Guarapuava sedia Encontro Estadual da Pastoral do Dízimo

Padres, religiosos e integrantes da Pastoral do Dízimo de 15 dioceses do Paraná participaram do encontro. A dimensão missionária do Dízimo foi o assunto principal dos trabalhos.

11/05/2017

Mais de trinta pessoas de quinze dioceses do Paraná participaram do Encontro Regional do Dízimo em Guarapuava. O Evento foi realizado nos dias 10 e 11 de maio, no Centro de Formação São João Diego, às margens da BR 277.

Padres, religiosos e leigos fizeram parte do encontro que discutiu o Documento 106 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que versa sobre o Dízimo como prioridade nas comunidades, paróquias e dioceses e também sobre sua dimensão missionária para a Igreja.

Os trabalhos foram coordenados pelo assessor político da CNBB, padre Paulo Renato Campos que destacou sobre a importância do Documento 106 como norteador dos trabalhos relacionados ao Dízimo em todo o país. “O Documento 106 da CNBB é nossa base de trabalho sobre o Dízimo no país inteiro. Os encontros com as Pastorais (do Dízimo) em nível regional nos permitem entender a realidade de cada diocese, paróquia e comunidade e, a partir desta discussão, agir de forma consciente e pastoral”, sublinhou padre Paulo Renato.

Durante os dois dias do encontro; trocas de experiências sobre o Dízimo nas diferentes regiões do Estado pontuaram as discussões. “Neste nosso trabalho, falamos da dimensão bíblica do Dízimo. Juntos, entendemos que a consagração do Dízimo nas comunidades, vai muito além da simples ‘doação de dinheiro para a Igreja’. Dízimo é partilha e sustentação das comunidades com foco permanente na evangelização, na missão que cada um deve ter. Afirmo que o Paraná, através do Regional (Sul 2) está muito bem posicionado em se tratando da consciência do Dízimo em suas comunidades e também de sua dimensão missionária”, ressaltou o assessor.

Dom Celso Antônio Marchiori, bispo diocesano de Apucarana e referencial para a Pastoral do Dízimo no Regional Sul 2, disse que os encontros em nível regional são de extrema importância para se entender como estão os trabalhos nas comunidades. “O Dízimo precisa ser compreendido por todos das comunidades. Além de uma Pastoral eficiente, é preciso que os bispos e os padres trabalhem com muita dedicação esta questão, sempre com foco na Palavra. O ato de consagrar o Dízimo é muito importante, pois faz com que as pessoas entendam a dimensão que aquela ação tem para a Igreja e para cada pessoa que ali está. Dízimo é missão, união e amor”, detalhou Dom Celso.

Diopuava

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar