ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Colheita e venda do pinhão são proibidas até sexta-feira no Paraná

A data é estabelecida por portaria do Instituto, que tem como objetivo garantir a maturação do pinhão e a continuidade da araucária no Estado.

28/03/2017

O Instituto Ambiental do Paraná, IAP, alerta a população que a colheita e a comercialização do Pinhão estão permitidas a partir deste sábado. Antes desta data, qualquer atividade envolvendo a semente está proibida, incluindo o transporte e o armazenamento. A data é estabelecida por portaria do Instituto, que tem como objetivo garantir a maturação do pinhão e a continuidade da araucária no Estado.

A portaria do IAP ainda proíbe, independente da data, a comercialização das pinhas verdes - quando o pinhão apresenta a cor esbranquiçada e alto teor de umidade. Nesse estado, as pinhas podem conter fungos e ser prejudiciais à saúde, assim como os pinhões que não estão maduros o suficiente para o consumo. Brito explicou que, conforme as normas ambientais, a pessoa que for flagrada na venda, transporte ou até mesmo no armazenamento da semente antes de 1º de abril está sujeita a responder a processos administrativo e a criminal, além de receber auto de infração ambiental e multa de 300 reais para cada 60 quilos de pinhão.

Denúncias sobre a venda irregular de pinhão e demais infrações ambientais podem ser feitas no site www.iap.pr.gov.br, ou diretamente nos Escritórios Regionais do órgão ou na Polícia Ambiental. O Paraná vem incentivando o plantio e a colheita do pinhão, com distribuição de mudas e a regulamentação do período da colheita. O objetivo é garantir o consumo sustentável e assegurar a reprodução da araucária sem prejudicar a geração de renda no Estado.

Em 2011, o Paraná foi o primeiro Estado a distribuir gratuitamente mudas para estimular o plantio. Somente em 2016, o IAP produziu cerca de um milhão e 100 mil mudas nativas que podem ser solicitadas gratuitamente pelo site do Instituto.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar