ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook twitter youtube

Gol terá tarifa mais barata para quem não despachar bagagem

Nos voos domésticos, será cobrada uma taxa de R$ 30 para despachar uma mala de 23 quilos caso a contratação seja feita nos canais de autoatendimento da empresa e nas agências de viagem.

11/03/2017

A Gol Linhas Aéreas informa que terá uma classe tarifária mais barata para quem não for despachar bagagens. Batizada de “Light”, essa tarifa estará disponível aos clientes a partir de 4 de abril.

As reservas adquiridas antes dessa data, independente do dia do voo, não sofrem alteração, de modo a permitir que os clientes possam se familiarizar com as novidades

Além da nova classe tarifária, a Gol informa que as tarifas “Programada” e “Flexível” continuam a incluir, sem custo, o despacho de uma bagagem de até 23 quilos. Já a classe “Gol Premium”, disponível apenas em voos internacionais, permite o despacho gratuito de duas malas nesse peso.

Os clientes que adquirirem a tarifa “Light” e desejarem despachar bagagem deverão pagar um valor adicional. Nos voos domésticos, será cobrada uma taxa de R$ 30 para despachar uma mala de 23 quilos caso a contratação seja feita nos canais de autoatendimento da empresa e nas agências de viagem. Caso seja solicitado o despacho de uma bagagem no balcão de check-in, será cobrado o valor de R$ 60.

Nos voos internacionais, a taxa a ser cobrada para o despacho de uma mala na tarifa “Light” é de US$ 10 na contratação via canais digitais, e de US$ 20 via balcão de check in.

Bagagens extra

Na segunda bagagem despachada em voos domésticos, as tarifas a serem cobradas são de R$ 50 via canais digitais e de R$ 100 via balcão de check-in – nos internacionais, a segunda mala custará US$ 30 ou US$ 60, seguindo os mesmos critérios.

Entre a 3º e a 10º bagagem, será cobrado a cada mala o valor de R$ 60 ou R$ 120 reais, nos voos domésticos, e de US$ 45 ou US$ 90, nos internacionais, de acordo com o modo de contratação.

Excesso de peso

A Gol ainda informa que, nos casos de excesso de peso, o cliente pagará apenas por quilo adicional, que custará R$ 12 nos voos domésticos e o equivalente a US$ 4 nos internacionais.

 

Comentários